Chegou a hora de fazer uma avaliação do trabalho no Colosso da Lagoa

I

A vitória do Ypiranga sobre o Tupi no último sábado (11) no estádio Colosso da Lagoa, pela Série C do brasileiro, tirou um peso dos ombros dos dirigentes, em especial do presidente Adilson Stankiewicz. O objetivo do Canarinho na Série C fora alcançado pela direção e comissão técnica. Desde o início da temporada, não era de se esperar algo diferente do que ocorrera na competição nacional. Os recursos para investir em um grupo qualificado eram escassos, e um número significativo de jogadores não correspondeu às expectativas.

II

O cenário não surpreendeu este colunista, que desde o início do certame cravou a luta contra o rebaixamento. A realidade atual do clube é exatamente esta. Para a próxima temporada, não consigo vislumbrar algo diferente do que acompanhamos até então. A situação atual do clube nos permite apenas sonhar. O ponto fora da curva nesta temporada é não ter alcançado o acesso para o campeonato gaúcho do próximo ano, uma vez que o clube se preparou para isso.

III

Após a partida contra os mineiros, o presidente Stankiewicz garantiu a permanência da comissão técnica e do gerente executivo de futebol Renan Mobarack. Até aí tudo bem, é uma questão de convicção no trabalho que está sendo realizado. Não estou dentro do vestiário e corredores do Colosso da Lagoa para dizer se o trabalho é bom ou ruim, afinal não sou setorista do clube. Segundo o nosso setorista, Armando Anacleto Nabas (Mano), o trabalho no dia a dia do treinador Márcio Nunes é bom.

IV

O futebol está atrelado a dois fatores importantes e decisivos para análise de um trabalho: resultado e desempenho. O resultado do Ypiranga até então não é dos melhores, afinal, até a partida contra o Tupi o aproveitamento do Canarinho em 2018 era de apenas 49%. O desempenho do time poucas vezes se viu nesta temporada. Acredito que é importante fazer uma reavaliação do trabalho até então.

V

A manutenção da comissão técnica para a disputa da Copa Wianey Carlet e as entrevistas pós-jogo indicam que não deveremos ter mudança para 2019. A comissão técnica e o gerente executivo de futebol, Renan Mobarack, gozam de enorme prestígio com os dirigentes do Canarinho. Acredito que a continuidade de um trabalho é importante, principalmente quando é convicção de uma direção. No entanto, acredito que o departamento de futebol precisa de dirigentes firmes, para quando necessário, dizer um não.

Copinha 

O Ypiranga estreou na Copa da Federação Gaúcha de Futebol com goleada sobre o Gaúcho por 3 a 0. A vitória deu o tom do que deverá ser a primeira fase da competição. Apesar do time Canarinho não ser espetacular, é muito superior a maioria dos adversários que disputam a Copinha. Neste sábado, 18 de agosto, às 15h, o Ypiranga recebe o São Borja, no estádio Colosso da Lagoa, pela segunda rodada da Copa Wianey Carlet.

Por Fabio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais