Charrua passa a condição de município infestado pelo mosquito da dengue

Considerando as diretrizes do Programa Estadual de Vigilância e Controle do Aedes (PEVCA), o município de Charrua passa a ser considerado infestado pelo mosquito Aedes Aegypti. A notificação foi feita pela 11ª Coordenadoria Regional de Saúde, de Erechim, na segunda-feira (11) e levou em conta a detecção da presença de uma nova larva do mosquito na cidade.

A secretária da Saúde e Assistência Social, Nilva Rebelatto, esclarece que a descoberta da lavar não significa que haja casos de dengue em Charrua. “A dengue só é transmitida após o mosquito picar uma pessoa já infectada”, explica a secretária, completando que o momento é de redobrar a atenção e os cuidados, eliminando qualquer foco de água parada, para que o mosquito não se reproduza.

Nilva reforça o objetivo de mobilizar a cidade para combater os focos, e destaca que serão reforçadas as visitas domiciliares e ampliadas as ações de monitoramento e combate ao mosquito. “Neste momento, as agentes de saúde do município irão intensificar as ações de divulgação e orientação, juntamente com a vigilante ambiental, que também visitará as residências de Charrua”, pontua.

 

Cuidados

Ao levar flores nos cemitérios, opte por vasos com o fundo perfurado e pela retirada do invólucro plástico dos arranjos antes de expô-los ao tempo. Além disso, o fechamento de tonéis, barris e caixas d’agua com tampa, a remoção de folhas das calhas de água, a colocação e lixo em sacos plásticos em lixeiras fechadas, o acolhimento correto de pneus, por exemplo, são medidas que combatem o mosquito, transmissor dos vírus da dengue, febre chikungunya e vírus zika.

Comentários estão fechados.