Em retiro preparatório ao Tríduo Pascal, padres retomam caminhada quaresmal

Os padres e os seminaristas da Diocese e dos missionários saletinos realizaram tarde de retiro nesta quarta-feira, no Seminário de Fátima, em preparação para a celebração do Tríduo Pascal nas comunidades das Paróquias em que atuam.

A equipe responsável organizou o encontro em forma orante sob o seguinte enfoque: “Na cruz e na luz, na morte e na ressurreição, com Cristo no serviço aos irmãos”. Propôs retomar o aspecto central da quarta-feira de cinzas e de cada um dos cinco domingos da quaresma, recuperando cada um para si o que a liturgia convidava a celebrar com o povo. Breves reflexões foram alternadas com cantos. Os símbolos da vela, da cruz e da bacia com toalha foram passados de mão em mão.

Em relação à quarta-feira de cinzas, o roteiro lembrava o apelo do profeta Joel de voltar para o  Senhor de todo o coração, com a prática sincera da oração, da esmola e do jejum, conforme o evangelho do dia; em relação ao primeiro domingo da quaresma, a busca da força de Deus para se vencer as tentações; ao segundo domingo, contemplar o Cristo transfigurado e renovar a imagem do ser humano; ao terceiro, participar no projeto de salvação, produzindo os frutos do Reino de Deus como sinais de conversão; ao quarto, a confiança no coração misericordioso do Pai, para pedir o perdão e vivê-lo com todos,  à luz da parábola do filho pródigo ou do Pai bondoso; ao quinto, olhar sempre para frente, superando as falhas do passado, com inspiração na cena da mulher pecadora perdoada por Jesus.

Pe. Milton Mattia, Pároco em Três Arroios, conduziu reflexão de motivação para a celebração da confissão. Dizendo falar de colega para colega, sugeriu questionamentos sobre diversos aspectos, como: a atenção à própria família, ao dom da saúde e o cuidado para com ela, a importância da amizade e o cultivo de amigos e da afetuosidade, a oportunidade privilegiada do tempo de estudo e a utilização dele a serviço dos outros, a relação com os bens e o necessário desapego e partilha generosa, a graça do batismo da filiação divina e o compromisso de buscar o seu projeto de  Deus em trabalho de unidade diocesana, seguindo o Plano da Ação Evangelizadora e os diversos encaminhamentos comuns.

Depois do tempo dedicado à confissão individual, Dom José agradeceu a todos pela dedicação e pelo serviço ao povo de Deus. Em sinal do reconhecimento da Diocese, anunciou um brinde pascal para cada um e invocou a bênção sobre todos.

Comentários estão fechados.