Atlântico sofre revés no terceiro jogo pela LNF

Galo perdeu os 100% de aproveitamento nesta reta inicial da competição

A noite de clássicos no Rio Grande do Sul, não foi o Atlântico gostaria. Diante da ACBF, em Erechim, o Galo acabou perdendo por 5 a 2 em um jogo muito disputado, de várias faltas e até a expulsão de um jogador do adversário.

Mesmo com a derrota, o time de Erechim segue na ponta da tabela de classificação, com seis pontos tendo vencido os dois primeiros duelos pela primeira fase da LNF.

Para o treinador Giba, faltou a equipe ser mais assertiva em momentos especiais do jogo. “Quando estávamos melhor na partida, poderíamos ter buscado um resultado melhor. Infelizmente saímos com uma derrota, sabendo também que alguns erros precisam ser corrigidos para os próximos confrontos”, frisou.

Amadeu marcou um lindo gol na primeira etapa. Porém, disse que os detalhes fizeram a diferença no clássico. “Sabíamos que seria uma partida que não permitia erros, infelizmente não conseguimos a vitória, que era nosso objetivo”, concluiu.

O Atlântico volta a jogar em Erechim, pela terceira semana de jogos da primeira fase da LNF, no próximo sábado, dia 27, diante do Cascavel.

O jogo

A ACBF começou a partida com um gol aos 4min, através de Douglinhas. Mas a 12min55, Amadeu recebeu na entrada da área e chutou forte, no alto, sem chances para Gian Wolverine, empate em um lindo gol.

E a virada no placar veio aos 17min40, quando Silva cobrou tiro livre e converteu: 2 a 1. Ainda na primeira etapa, aos 18min55, João Sala deixou o placar mais uma vez empatado.

Na etapa final, a 7min18, Selbach fez falta em Cléber e por ser o último homem na marcação, acabou expulso. A 11min32, outra virada no placar, desta vez em favor da ACBF, através de Pesk.

Nos quatro minutos finais, o treinador Giba passou a utilizar Lucas como goleiro linha. Gian Wolverini passou a se destacar fazendo importantes defesas em várias conclusões do Galo.

Nas sobras destas jogadas de goleiro linha, vieram os dois gols que definiram o placar em 5 a 2 para a ACBF, primeiro aos 18min14 com o próprio Gian Wolverine, e após aos 19min38, com Bruno Souza.

Comentários estão fechados.