HC promove encontro com gestantes para tirar dúvidas sobre parto humanizado

O Hospital de Caridade de Erechim promoveu encontro com gestantes interessadas em saber mais a respeito do parto humanizado. Além da psicóloga Carina Balvedi Leandro e da enfermeira da Maternidade Liliane Rodrigues, organizadoras do encontro, a doula Ana Catalina Miola Batistella participou do bate papo a fim de tirar dúvidas das futuras mamães.

Conforme Liliane, a conversa foi muito proveitosa e reforçou os benefícios do parto normal. Ela explica que a demanda surgiu durante o curso de gestantes do HC realizado em fevereiro. ‘Tão logo as gestantes demonstraram interesse no assunto, nos propusemos a realizar o encontro considerando que nosso Hospital incentiva o parto humanizado’, pontua a enfermeira.

Conforme a doula Ana Catalina – que teve suas duas filhas de parto normal – atividades como a proporcionada pelo HC são de suma importância, dando espaço para diálogo de qualidade e acolhimento das gestantes. ‘O parto deve ser momento sublime e para que isso aconteça, os desejos da mãe precisam ser respeitados. Quando aliamos a isso uma assistência médica e hospitalar de qualidade os resultados são excelentes’, destaca a doula – que completa: ‘É muito gratificante saber que uma instituição do porte do HC apoia a humanização do parto’.

Conheça alguns benefícios do parto normal
* Maturidade do bebê, pois os pulmões ficam completamente formados pouco tempo antes do início do trabalho de parto.
* Melhor imunidade decorrente da dança hormonal e a da passagem do bebê pelo canal vaginal onde existem microorganismos que não podem ser substituídos.
* Mais chances de uma amamentação bem sucedida.
* Relação mais próxima entre mãe e bebê.
* Menor risco de infecções para mãe e bebê.
* Não passar por uma cirurgia de grande porte e ter chances de possíveis complicações.
* Melhor recuperação da mãe.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais