O que Erechim tem de melhor no seu centenário

Como prometido, sigo destacando neste espaço o que Erechim tem de melhor no seu centenário. E hoje quero falar sobre a diversificação da nossa economia. Somos um polo metalomecânico com tecnologia de ponta em grandes e médias indústrias.

Em um raio de 200 quilômetros, quantas cidades têm uma fábrica de ônibus como a Comil?  Quantas têm duas das maiores indústrias de cadeiras e componentes, como a Cavaletti e a Plaxmental? Qual outro município abriga uma fábrica de equipamentos que envolvem o transporte do agronegócio, tanques para transporte de cargas líquidas, veículos especiais, usina de asfalto móvel, caminhões para o Corpo de Bombeiros e para aeroportos, como a Triel HT?

Quantas cidades têm uma indústria que consegue extrair dezenas de produtos dos derivados da soja, produz biodiesel e tem uma termoelétrica que gera energia derivada da lenha, como a Olfar? Quantos municípios têm uma empresa que produz e distribui energia e conta com distribuição de internet para a cidade e meio rural através da fibra ótica, como a Creral?

Quantas cidades têm uma empresa que produz telhas de aço com alta tecnologia, como a Brastelha? Quantos têm uma indústria que produz equipamentos usados na geração de energia, navios, aeroportos e diversos outros segmentos industriais, apesar de estar passando por um mau momento, como a Intecnial?

Por tudo isso e muito mais, temos sim que comemorar muito o nosso centenário, apesar das dificuldades de algumas empresas.

 

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais