Pimenta solicita ao Executivo adicional de periculosidade ao salário dos conselheiros tutelares do município

Na primeira sessão ordinária do ano, realizada na segunda-feira (17), o vereador Gilson Serafin – Pimenta (PSD) teve lido e encaminhado ao Poder Executivo seu pedido de providências referente aos conselheiros tutelares que atuam em Erechim. Nele, o parlamentar sugere que seja concedido a estes profissionais um adicional de periculosidade de 30% em seus respectivos salários. A demanda partiu dos próprios conselheiros, que, recentemente, utilizaram o espaço da Tribuna Livre na Câmara e relataram situações que justificam tal solicitação.

“Os conselheiros tutelares são profissionais que tratam de situações adversas relacionadas diretamente com a vida dos personagens envolvidos, chegando ao extremo de passarem por risco de morte em algumas situações”, afirma Pimenta, enfatizando que o adicional de periculosidade proposto seria uma maneira de recompensá-los pela dedicação no desempenho de um trabalho complexo e difícil. “Considera-se que esses profissionais exercem uma atividade que possui periculosidade, uma vez que eles se deparam diariamente com casos de conflito envolvendo menores e seus familiares”, completa.

O vereador enfatiza que muitos municípios brasileiros já concedem este adicional de 30%, proporcional ao salário dos conselheiros. “Nada mais justo que o governo municipal demonstre a valorização e o reconhecimento da importância do trabalho do Conselho Tutelar na comunidade através de remuneração compatível com as particularidades da função”, ressalta Pimenta. Após a sessão, o pedido foi encaminhado ao setor competente da Prefeitura.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais