Termelétrica a casca de arroz inaugura em São Sepé

Vai ser inaugurada nesta terça-feira, dia 18, na região central do estado a Termelétrica São Sepé. O empreendimento recebeu investimento total de R$ 60 milhões e tem como acionistas as cooperativas: Creral de Erechim e Ceriluz de Ijuí, e mais as empresas: Erechim Energia, BR Energia de Porto Alegre, Minozzo Participações de Nova Prata e Energia 203 de Santa Maria.

Com potência instalada de 8 MW a usina terá capacidade de gerar 56 milhões de kW/h/ano a partir da queima da casca de arroz. Conforme a média de consumo das residências do Brasil, é energia suficiente para atender os moradores de uma cidade com 30 mil residências.

A casca de arroz será fornecida por empresas de oito municípios da região de São Sepé. Por ano as arrozeiras devem entregar 70 mil toneladas para gerar energia. A instalação da usina vai ajudar no destino da casca de arroz, pois, por ser abundante na região gera um passivo ambiental devido à demora para se decompor no meio ambiente. A cinza resultante da queima também terá um destino correto, será utilizada na produção de cal mista por uma empresa calcário da região.

A energia gerada pela usina foi vendida em leilão por um período de 20 anos. Os compradores são 28 distribuidoras de todo o país, dentre elas: RGE, AES/Sul, CEEE, Celesc, Copel, Eletropaulo, Cemig, Ampla e Light. Embora a energia seja lançada no sistema interligado nacional, fisicamente o consumo dessa energia será local, pois estará disponível no sistema elétrico regional a partir da subestação Formigueiro.

Durante o período de construção foram gerados 500 postos de trabalho. A partir da entrada em operação serão 32 trabalhadores diretos e indiretos. No final de novembro a usina recebeu as autorizações da Aneel e ONS para entrar em teste e conectar-se ao sistema interligado nacional. A entrada em operação comercial está prevista para 1° de janeiro de 2019.

O evento de inauguração começa às 10 horas convidados com visitação a usina e às 11:30 o corte da fita. A UTE São Sepé localizada as margens da RS 149 km 02, município de São Sepé.

 

UTE SÃO SEPÉ
Investidores:

CRERAL – Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento, de Erechim;

CERILUZ – Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento Social, de Ijuí;

BR ENERGIA – de Porto Alegre;

ERECHIM ENERGIA – de Erechim;

MINOZZO PARTICIPAÇÕES – de Nova Prata;

ENERGIA 203 – de Santa Maria

Investimento total: R$ 60 milhões
Potência Instalada – 8 MW
Geração de energia – 56 milhões kWh/ano (energia suficiente para atender 30 mil residências ou uma cidade de 120 mil habitantes).
Compradores da energia – a energia foi vendida em leilão para 28 empresas distribuidoras de todos o país, dentre elas: RGE, AES/Sul, CEEE, Celesc, Copel, Eletropaulo, Cemig, Ampla e Light.
Casca de arroz – 70 mil toneladas/ano
Empresas fornecedoras da casca – Cotrisel, Cotrisul, Arrozeira Sepeense, Moinho Sepeense, Cereais Peger, F. Doto & Cia, Pagliarin & Cia.
Municípios de origem da casca – São Sepé, Formigueiro, Caçapava do Sul, Mata, Restinga Seca, Vila Nova do Sul, São Pedro do Sul e São João do Polêsine.
Cinza – 15 mil toneladas/ano que será usada na produção de cal mista pela empresa Cal  Fida, de Caçapava do Sul).
Transporte da Casca: 20 cargas/dia transportadas em carretas com capacidade de 100m³.
Empregos – 32 postos de trabalho.

 

Comentários estão fechados.