Memórias da Aldeia – Provação

Por Enori Chiaparini

As terras do atual município de Chapecó começaram a ser palminhas nos séculos XVI e XVII por mamelucos paulistas e jesuítas espanhóis.

Aos bandeirantes paulistas, interessava escravizar o índios e vendê-los na Região do canavial Nordestino. Além disso, andavam à cata de ouro e prata. Os Jesuítas abraçaram a causa da catequização indígena. Em 1859, foi fundada a colônia militar de Chapecó. A área do atual município de Chapecó, no princípio, era enorme. Chegou a pertencer a jurisdição de Foz do Iguaçu. Sempre foi considerada, sob o ponto de vista geopolítico, como área estratégica, próximo à fronteira com a Argentina.

No início do século XX, iniciou-se a colonização e o povoamento. Recebeu migrantes da Região das Terras Velhas, italianas e alemãs, do RS, de regiões de SC, e Paraná. Tornou-se município em agosto de 1917. A partir de 195O, passou a receber levas de migrantes do Alto Uruguai gaúcho, sobretudo, famílias de Erechim.

A Primeira Grande Provação de Chapecó aconteceu em Outubro de 195O, com a queima de uma serraria, de um clube e da Igreja, logo desembocou na chacina de Chapecó, em parte explicado pelos historiadores. Vale ver a respeito a corajosa obra de Mônica Hass. A fotografia, na época, chegou a BBC, em Londres… É impressionante o nível de desenvolvimento experimentado por Chapecó nos últimos 4O anos. Uma série de fatores conjugados colocaram o município catarinense numa posição respeitada, no Brasil, Cone Sul e Europa, fruto do empreendimento, trabalho, disciplina e enorme auto estima.

O resultado desse progresso coletivo se expressou na formação de uma baita equipe de futebol – jogado de forma limpa e digna, à moda antiga (futebol arte), com gente séria, simples e leal.

A segunda provação ocorreu em 28 de novembro de 2Ol6, com o time da Chapecoense, em Medellin, na Colômbia… Chapecó enterrou seus mortos entre chuvas e lágrimas…. que ninguém jamais esquecerá….Mas a Chapecoense renascerá na beleza da alma de seus jogadores… na dor infinita da partida…brotará a força da alegria….como um novo amanhecer….POVO DE CHAPECÓ, ESTAMOS COM VOCÊ…. (texto escrito em dezembro de 2016).

Por Enori Chiaparini

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.