Empresários de Erechim projetam investimentos de mais de R$ 200 milhões em dois anos

Antes e durante a realização da Frinape 2018, vários empresários fizeram o anúncio, nos microfones da Rádio Cultura, que nos próximos dois anos farão grandes investimentos nos seus negócios em Erechim.  O município deve contar ainda com outro grande investimento que será a instalação do novo Distrito Industrial David Zorzi. O investimento deverá ultrapassar os 200 milhões de reais e com a parceria público-privada deverão se instalar no local, no mínimo, dez empresas nos dois primeiros anos.

Recentemente a direção do grupo Master, afirmou em entrevista à nossa emissora, que a partir do próximo ano a empresa fará um investimento de mais de R$ 60 milhões com um novo centro de distribuição (CD), e ampliação do Shopping da Avenida Sete de Setembro. O início das obras do CD está prevista para o primeiro trimestre de 2019, seguida da loja do Shopping.

O presidente do grupo Cavaletti , também fez anúncio de grandes investimentos. “Na mesa do conselho da empresa existe um projeto para construção de um prédio para ampliar a nossa produção. O valor do investimento deve ultrapassar os R$ 70 milhões. Entendo que existe um momento de otimismo e nós temos que aproveitar”, destacou Gilmar Cavaletti.

Já o empresário Darlan Dala Rosa do grupo Triel-HT afirma que a empresa fará um grandes Investimentos. “Hoje temos o licenciamento junto aos órgãos ambientais para iniciarmos a construção da nova fábrica. O problema de acesso a nova indústria também foi resolvido e entendo que no primeiro semestre do próximo ano, iniciaremos as obras. Ainda não temos o valor exato do investimento, mas posso garantir que será um grande investimento, enfatiza o empresário Darlan.

A Brastelha está se preparando para a implantação de uma fábrica de isopor Industrial. “Nós deveremos fazer um bom investimento para implantarmos uma fábrica de isopor Industrial, que vai atender a nossa demanda e alavancar a venda para todo Brasil. O que está atrasando a realização deste projeto é burrocracia. Ainda não temos o valor do investimento”, finalizou Valmir Badalotti.

 

Por Egidio Lazzarotto

 

Comentários estão fechados.