Alimentação é tema de Dia de Campo Socioassistencial em Viadutos

Ações voltadas à produção de alimentos saudáveis, inclusão social e produtiva e geração de renda marcaram as atividades do Dia de Campo Socioassistencial Microrregional sediado em Viadutos, nesta quarta-feira (16/10), data em que foi comemorado o Dia Mundial da Alimentação. A atividade foi realizada na propriedade da família Bohm, onde as orientações foram repassadas em três estações por extensionistas rurais e sociais da Emater/RS-Ascar.

O casal Sérgio e Márcia Bohm, acompanhado dos filhos Guilherme e Monica, recepcionou o público vindo dos municípios de Mariano Moro, Três Arroios, Marcelino Ramos, Severiano de Almeida e Viadutos. A produtora Márcia agradeceu a todos em nome da família. “Nós somos sucessores e o nosso filho Guilherme também quer ficar na propriedade. Esperamos que todos possam aproveitar os conhecimentos repassados aqui”, ressaltou.

O prefeito de Viadutos, Clainton dos Santos Brum, o presidente da Associação dos Munícipios do Alto Uruguai (Amau) e prefeito de Marcelino Ramos, Juliano Zuanazzi, e o gerente regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, agradeceram à família Bohm por ceder a propriedade para o evento, bem como às parcerias. O prefeito Brum destacou a participação das mulheres no evento. “Temos aqui um público composto por 80% de mulheres”, observou ao destacar a importância da participação das mulheres nos dias de campo. O presidente da Amau, Juliano Zuanazzi, defendeu a importância do trabalho socioassistencial realizado pela Emater/RS-Ascar, e a importância de “compartilhar conhecimentos e informações”.

Gilberto Tonello agradeceu à família Bohm e demais produtores, às equipes dos escritórios municipais, às prefeituras e demais parcerias. “A Emater em suas ações busca levar melhor qualidade de vida às famílias do meio rural”, reafirmou. Também prestigiaram o evento vereadores, assistentes sociais, psicóloga, representantes do Sutraf, do Banrisul, entre outras.

Em uma das estações, os extensionsitas rurais e sociais, Nádia da Rosa e Alceu Lira, trataram sobre o tema Produção Diversificada de Alimentos. Além das orientações, houve troca de sementes. Eles chamaram atenção para o sistema produtivo com alimentos naturais e sem conservantes, mais benéficos à saúde. Outro ponto enfatizado foi o resgate cultural das plantas, que vem se perdendo ao longo dos anos, e a diversificação da produção.

Em outro espaço, os extensionistas Antonio Pandolfo e Ivete Kuhn abordaram Secagem e Armazenamento de Grãos. Com o uso de maquete de secador solar e de uma estufa, eles orientaram sobre os cuidados que os produtores devem ter com alimentos, para o consumo humano e animal. Nas propriedades, os produtores podem utilizar o secador solar para secagem de grãos, como milho, feijão e amendoim, entre outros. “A secagem correta pode evitar a contaminação dos alimentos que vão se refletir na saúde” disse Pandolfo. Ivete mostrou que a secadora artesanal de plantas pode ser utilizada para secar plantas e desidratar frutas.

Na terceira estação, a extensionista Daiane Taborda abordou o assunto Alternativas para Produção de Alimentos Saudáveis, destacando a importância da diversificação na produção de alimentos das hortas, e a indicação e uso de caldas e extratos que podem ser utilizados no controle de doenças e pragas para produção de alimentos saudáveis, sem deixar resíduos e nem prejudicar o ambiente. Entre os extratos e caldas, destacou o uso de extrato de fumo, chá de angico, armadilhas com sal e cerveja para o controle de inimigos naturais. O manejo, adubação e rotação das culturas para produzir hortas produtivas também foram fatores observados.

O Dia de Campo encerrou com troca e distribuição de sementes nas estações e lanche. As famílias de todos os municípios são beneficiárias dos planos socioassistencias executados pela Emater/RS-Ascar, através dos escritórios municipais.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais