Secretário da Agricultura não acredita em exportação saindo de SC com coronavírus: “Equívoco”

Ricardo de Gouvêa, responsável pela pasta em SC, manifesta confiança no controle realizado

O secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa, manifestou confiança nos processos de controle após a identificação de traços do coronavírus em frango catarinense exportado à China. Em entrevista à CBN Diário nesta sexta-feira (14), o responsável pela pasta no Governo de SC disse que aguarda respostas da administração chinesa sobre o caso.

— É um equívoco que está se fazendo. A própria diretora da OMS declarou que não existe, com comprovação científica, este risco de contágio pela carne. Apuramos junto ao Ministério da Agricultura que o caso partiu de uma província, não do Governo da China propriamente. Nós encaminhamos perguntas a eles para que respondam, porque os demais lotes não apresentaram nenhum indício — afirma Gouvêa.

O caso registrado na cidade de Shenzen, na China, gerou repercussão nas Filipinas. O país anunciou a suspensão da importação de carne de frango brasileira. Santa Catarina é um dos principais estados exportadores do produto para este mercado, que é o 15º maior importador de aves do Brasil. O caso é tratado com cautela pelo setor, que aguarda maiores detalhes sobre os traços de vírus identificados em um lote do produto.

— Temos que aguardar as respostas das perguntas que enviamos pra lá. Esperamos que seja rápido pra não haver repercussão em outros mercados. Nós exportamos para mais de 130 países e em nenhum outro lugar apareceu isso. Queremos a confirmação, ver de fato o que está ocorrendo. Pela qualidade e controles que temos no país, temos certeza de que nada poderia ter saído daqui com contaminação — garante o secretário.

Fonte: NSC Total

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais