Prefeitura de Aratiba e Creral Telecom assinam contrato pioneiro no Brasil

É o primeiro projeto que leva a fibra ótica ao meio rural. Todas as comunidades do interior do município vão ser atendidas

O contrato entre a Creral Telecom e a prefeitura de Aratiba foi assinado na ultima terça-feira, 14, pelo presidente da Creral, João Alderi do Prado e o prefeito de Aratiba, Guilherme Granzotto e prevê a instalação de 100 km de fibra ótica e pontos de internet em 39 comunidades rurais com sinal aberto e gratuito por 10 anos. O investimento total é de cerca de R$ 2 milhões e é o primeiro passo para distribuir o sinal de internet para as famílias de agricultores. “Não é fácil e não é barato levar fibra ótica para o interior, por isso a participação do poder público é fundamental para concretizar este projeto”, disse o presidente da Creral. O investimento público no projeto também vai baratear ao acesso das famílias à Internet. “Vamos possibilitar que o sinal chegue a um custo bem menor nas casas dos agricultores ao mesmo tempo em que poderemos garantir o acesso a um sistema de comunicação de qualidade”, destacou o prefeito, Guilherme Granzotto.

 A iniciativa leva ao interior de Aratiba a mesma tecnologia de transmissão de dados usada em qualquer centro urbano.  “A fibra ótica é segura, estável, rápida e ilimitada”, destaca o gerente da Creral Telecom Edilson Guzzo. Com isso, a agricultura de Aratiba possa ter acesso à comunicação de qualidade, telefone, TV e todas as facilidades que a fibra ótica proporciona. O prefeito de Aratiba destacou que o objetivo do governo é assegurar a infraestrutura necessária para o desenvolvimento de todo o município. Granzotto fez referência aos tradicionais meios de produção e disse que a agricultura demanda novas tecnologias. “À medida que a agricultura avança, vão surgindo novas necessidades. Até agora a demanda era por energia elétrica, estradas, mas é precisos tirar o meio rural do isolamento e proporcionar os meios para que o filho de um agricultor possa fazer um curso à distância, ou que a família possa se comunicar com o mundo, comprar e vender, com a Internet as possibilidades são ilimitadas”, disse.

O contrato assinado complementa um projeto já em execução através de uma parceria com o Governo do Estado, a Cooperfamília e o Sutraf Alto Uruguai que levou a fibra ótica aos cinco distritos de Aratiba, num investimento de R$ 230 mil. O presidente do Sutraf, Douglas Cenci, destacou que “a parceria com o governo municipal foi fundamental para implantar um projeto que tira o meio rural do isolamento. Aqueles que já estão familiarizados com a internet podem até não se dar conta do que isso significa, mas para um agricultor que nunca conseguiu se comunicar ou nunca teve acesso à tecnologia, isso significa muito”.

As comunidades que terão sinal wifi aberto com velocidade de, no mínimo, 10 MB são: Rio Azul, Linha Sarandi, Lajeado Ouro, Navegantes, Pio X, Esperança Alta, Esperancinha, Bentevi, Tamanduazinho, Linha Cobra, Linha Gruta, Linha Scussel, Três Barras, Linha Pinga Alta,  Linha Pinga Baixa, Tamanduá, Encruzilhada da Várzea, Dourado, Rio Anta, Santa Lúcia, Linha Primeiro de Junho, Linha Auxiliadora, Linha Monte Belo, Barra do Leão, Vista Alegre, Linha Agulha, Linha Liso, Cabeceira do Liso, Linha Espraiado, Linha Encantado, Linha Polonesa, Volta Fechada Capela Nossa Senhora das Dores, Volta Fechada Capela  São Roque, Linha Barra do Enjeitado, Linha XV de Novembro, Igrejinha do Sarandi, Ponte do Sarandi, São Roque da Paca, Parque de Eventos e Escola Municipal Aratiba.

Comentários estão fechados.