Atividade leiteira é foco de seminário microrregional

O Seminário Microrregional de Leite reuniu em São Valentim mais de 150 pessoas, entre técnicos da Emater/RS-Ascar e produtores ligados à atividade de sete municípios do Alto Uruguai, na sexta-feira (14/06). O evento foi promovido pela Emater/RS-Ascar e Prefeitura de São Valentim, com apoio do Sicredi, da Tortuga e da Milk Seeds, e envolveu os municípios de São Valentim, Barão de Cotegipe, Benjamim Constant do Sul, Entre Rios do Sul, Erval Grande, Faxinalzinho e São Valentim.

Na parte da manhã, foram realizadas as palestras técnicas, no CTG Ronda Crioula. O médico veterinário Francisco Van Riel, da Tortuga, apresentou um panorama geral sobre o sistema de confinamento das vacas. Ao defender esse sistema de criação, destacou que todos os indicadores econômicos demonstram que o confinamento garante maior margem liquida de renda e maior produção. No entanto, observou que o produtor deve adotar algumas medidas antes de optar pelo confinamento, como planejamento das forrageiras para um período de, pelo menos, um ano e com qualidade. Mais conforto térmico e proteção das intempéries do animal e dimensionamento das áreas estão entre os benefícios do sistema de confinamento em relação aos outros modelos de condução do rebanho, destacados pelo palestrante.

O assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar em Sistemas de Produção Animal, doutor em Agroecossistemas, Vilmar Fruscalso, falou sobre Criação da Bezerra Leiteira. Fruscalso chamou atenção para a importância do fornecimento do colostro nas primeiras horas de vida, principalmente na garantia da imunidade do animal. Também destacou o acompanhamento do parto, da desinfecção do umbigo e da alimentação para o manejo da bezerra. Outros procedimentos que devem ser adotados pelo produtor, como por exemplo, o cuidado com as instalações que devem ser limpas, secas ensolaradas e ventiladas.

Abertura – A programação da parte da manhã encerrou com a fala das autoridades e convidados. Os participantes receberam as boas-vindas do vice-prefeito de São Valentim, Clacir Paulo Rigo, do gerente regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, do secretário municipal da Agricultura, Edegar Regoso, e da gerente da agência do Sicredi de São Valentim, Tatiana Toso Bertola. “Temos que nos profissionalizar cada vez mais nesta atividade”, ponderou Tonello ao cumprimentar os produtores, técnicos e parceiros do evento. O vice-prefeito destacou os investimentos que o município vem realizando na agricultura. A representante do Sicredi também destacou a importância de os produtores buscarem o aprimoramento na atividade. “O Sicredi é um parceiro de vocês”, reafirmou.

Propriedade/Estações

A programação prosseguiu à tarde com visita à propriedade da família de José Bitencourt. No local, foram realizadas orientações técnicas em três estações com foco nos temas Qualidade do leite e Produção de silagem. A família Bitencourt fez um relato das atividades. O casal José e Adriane tem duas filhas, sendo que a Gabriele, de 19 anos, já manifestou interesse de permanecer na propriedade. A outra filha do casal, Franciele, tem 12 anos. A atividade leiteira é a principal fonte de renda da família. Em 2001, iniciaram com quatro vacas e, hoje, contam um plantel de 41 vacas, sendo 35 em lactação. A família também é beneficiária de políticas públicas, como Crédito Fundiário, que oportunizou a compra de terras. A equipe do Escritório Municipal de São Valentim agradeceu a todos que participaram da programação.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais