Com status de ‘primeiro-ministro’, sua atribuição será colocar a ‘casa em ordem’

O ex-secretário das Finanças, Roberto Fabiani (SD), conforme antecipado pelo espaço na última semana, já trabalha em sua nova função: a chefia de gabinete (elevada, ao menos informalmente, a uma espécie de secretaria de Governança).

Com status de ‘primeiro-ministro’, sua atribuição principal será colocar a ‘casa em ordem’. Para tanto, Fabiani promete agilizar o trâmite dos projetos na parte ‘anterior à obra’, além de minimizar/equalizar eventuais diferenças de posicionamento e ritmo entre as secretarias do governo.

# Insisto, porém: o trabalho de Fabiani não terá resultado efetivo caso o governo Schmidt-Lando siga sem saber o que é, o que quer e para onde pretende ir. Encontrar o norte – e acreditar nele, enquanto conjunto da gestão – é o único caminho possível. O outro é a porta de saída, em 2020.

Por Salus Loch 

 

 

Comentários estão fechados.