Doação de sangue e arrecadação de alimentos marcam Trote Solidário da Medicina da URI

        Os acadêmicos do Curso de Medicina da URI Erechim, turmas 2018 e 2019, realizaram nos dias 05 e 06 de abril, as atividades da primeira etapa do Trote Solidário 2019, uma iniciativa do Simers (Sindicato Médico do Rio Grande do Sul), por meio de seu Núcleo Acadêmico.

        As ações incluíram doações de sangue pelos alunos e arrecadação de alimentos não perecíveis e materiais de limpeza em quatro supermercados da cidade. Como resultado, os alunos alcançaram a marca aproximada de 2.500 quilos de alimentos doados que serão destinados às Associações de Recicladores do Município de Erechim, fruto de uma parceria com a AGPAR (Associação do Grupo dos Professores e Amigos dos Recicladores).

        Neste primeiro semestre, o Trote Solidário envolveu 19 faculdades de Medicina do Estado nas cidades de Erechim, Passo Fundo, Caxias do Sul, Lajeado, Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Santa Maria, Rio Grande, Pelotas, Santa Cruz do Sul e Uruguaiana.

        O objetivo do projeto é engajar a comunidade em uma ação solidária convocada pelos futuros médicos, além de combater a violência nos ritos de recepção aos calouros.

O Diretor de Projetos Especiais do Simers, Vinícius Souza, ressalta que o Trote Solidário busca dar uma alternativa à violência, ao assédio e à humilhação dos trotes “sujos” que marcam negativamente um dos momentos mais importantes da vida do estudante. “O Trote Solidário é um atestado de que empatia, solidariedade e pensar no próximo são sentimentos e ações inerentes ao comportamento humano e contagiosas, que devem sempre ser estimuladas e valorizadas, sendo capazes de provocar mudanças imensas na sociedade”, afirma.

        Essas atividades acontecem desde 2008 e são resultado de parcerias das universidades de Medicina, Bancos de Sangue e o Banco de Alimentos do Rio Grande do Sul. O projeto venceu, em 2013, o prêmio TOP Ser Humano no Estado, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RS). No ano seguinte, arrematou o TOP Ser Humano Nacional, da ABRH Brasil.     Durante todas as edições do Trote Solidário foram alimentadas mais de 432 mil pessoas com arrecadação de alimentos e mais de 18 mil vidas receberam doações de sangue.

Comentários estão fechados.