Quanto o Santa Terezinha perde em recursos por não ter hemodinâmica?

Durante a semana estive no Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo, acompanhando uma cirurgia vascular da minha mãe. De repente fui surpreendido com um grande número de pessoas de Erechim e região, na sala do setor de recuperação.

Imediatamente me desloquei ao setor de recepção, na busca de informações do número de pessoas da região que necessitam do serviço de hemodinâmica. Tão logo, realizaram um levantamento e dos 48 leitos, 13 estavam sendo ocupados por Erechim e região Alto Uruguai. Estou falando apenas no setor de hemodinâmica.

Ou seja, é preciso buscar um aparelho de hemodinâmica e credenciá-lo junto ao SUS ou, continuaremos levando uma fortuna anualmente para Passo Fundo.

Por Egidio Lazzarotto

Comentários estão fechados.