Fonte protegida contempla duas propriedades em Faxinalzinho

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

João Mille / Foto Divulgação Emater/RS-Ascar

A Emater/RS-Ascar tem orientado a atividade de preservação de fontes para que a propriedade possa ter uma água de mais qualidade para o consumo humano e animal. Em Faxinalzinho, os produtores Vaner Guareski e Arthur Bergamin procuraram o Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar para que fosse feito a proteção de nascente de água na propriedade. O extensionista Douglas Dal Piva orientou sobre a preservação da nascente de água, bem como os procedimentos para deixar a água limpa e desinfetada. A água que chegará até uma caixa vai beneficiar as duas propriedades.

 

“Inicialmente foi feita a limpeza do local, depois utilizado materiais como tijolos, pedras e brita para fazer a contenção do local e levada até a caixa onde será armazenada para a distribuição. Fizemos a proteção sem alterar o vertedouro da água”. Disse o produtor Guareschi, observando que a água tem quantidade e qualidade será usada para consumo humano e animal. Também e destacou a importância deste trabalho realizado pela Emater/RS-Ascar e por ser de baixo custo.

 

Para o extensionista, a preservação destas nascentes de água é realizada sem causar impacto ambiental. “Usamos somente o excedente de água e o restante continua correndo na área da mata, principalmente, num momento que enfrentamos estiagem prolongada”, avalia.

 

João Muller Neto, de 96 anos, sogro do produtor Arthur Bergamin, ficou contente com o resultado. “Temos que preservar as nascentes. Isso é ouro. Temos que preservar a água para as futuras gerações”, disse ao lembrar que já enfrentou muitas secas.

 

Foto Divulgação Emater/RS-Ascar

Get real time updates directly on you device, subscribe now.