Fonte protegida contempla duas propriedades em Faxinalzinho

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

João Mille / Foto Divulgação Emater/RS-Ascar

A Emater/RS-Ascar tem orientado a atividade de preservação de fontes para que a propriedade possa ter uma água de mais qualidade para o consumo humano e animal. Em Faxinalzinho, os produtores Vaner Guareski e Arthur Bergamin procuraram o Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar para que fosse feito a proteção de nascente de água na propriedade. O extensionista Douglas Dal Piva orientou sobre a preservação da nascente de água, bem como os procedimentos para deixar a água limpa e desinfetada. A água que chegará até uma caixa vai beneficiar as duas propriedades.

 

“Inicialmente foi feita a limpeza do local, depois utilizado materiais como tijolos, pedras e brita para fazer a contenção do local e levada até a caixa onde será armazenada para a distribuição. Fizemos a proteção sem alterar o vertedouro da água”. Disse o produtor Guareschi, observando que a água tem quantidade e qualidade será usada para consumo humano e animal. Também e destacou a importância deste trabalho realizado pela Emater/RS-Ascar e por ser de baixo custo.

 

Para o extensionista, a preservação destas nascentes de água é realizada sem causar impacto ambiental. “Usamos somente o excedente de água e o restante continua correndo na área da mata, principalmente, num momento que enfrentamos estiagem prolongada”, avalia.

 

João Muller Neto, de 96 anos, sogro do produtor Arthur Bergamin, ficou contente com o resultado. “Temos que preservar as nascentes. Isso é ouro. Temos que preservar a água para as futuras gerações”, disse ao lembrar que já enfrentou muitas secas.

 

Foto Divulgação Emater/RS-Ascar

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais