Região 16 tem menos de 50 casos ativos de coronavírus

O Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da AMAU – Associação de Municípios do Alto Uruguai tem monitorado, entre outros indicadores, o número de casos ativos na Região 16, que compreende 34 municípios e, aproximadamente, 240 mil habitantes.

O gráfico dos casos ativos é um dos instrumentos de avaliação constante na Plataforma Regional de Monitoramento (PRM), que verifica vários outros indicadores de abrangência regional, o que permite fazer a avaliação da velocidade, estágio e disseminação do novo coronavírus.

Casos Ativos Região 16

Verificamos que decorridos sete meses da epidemia a nível regional, tendo em vista que o primeiro caso na região surgiu em meados de março, a curvados casos ativos sinaliza um decréscimo, fato que pode ser observado claramente pelo gráfico.

Nos últimos levantamentos os casos ativos declinaram de 276 (04/09) para 48 (14/10), numa redução 82,60%. O gráfico vem sinalizando uma diminuição dos ativos nas 22 últimas avaliações, com pequenas oscilações para mais e para menos, mas no sentido descendente.

Com a redução de casos ativos, consequentemente ocorre um aumento da taxa de recuperação, que está na ordem de 97,62%, a mais expressiva das últimas análises, pontua Jackson Arpini, integrante do Comitê Regional.

Também observamos que o número de casos ativos por municípios apresentou melhoras expressivas, ou seja, vinte e um (21) municípios do total avaliado não possuem nenhum caso ativo, o que dá um indicador de 61,76%; nove (9) municípios apresentam de 01 a 03 casos ativos, no indicador de 26,47%; três (3) municípios apresentam de 04 a 10 casos ativos, no percentual de 8,82% e um (1) município apresenta mais de 10 casos ativos, sendo o indicador de 2,94%.

Avaliação

Observando o gráfico, constatamos no período avaliado de 14/05 a 14/10, portanto aproximadamente seis meses, que os casos ativos oscilaram de 39, menor número, até 543, maior número, estando atualmente em 48 casos ativos, o menor indicador das últimas 62 avaliações.

“Estamos adentrando em um novo cenário quando observamos esse indicador. Com os nossos números temos condições, nas próximas avaliações, de figurar na bandeira amarela, baixo risco, caso não ocorra nenhuma alteração do quadro regional”, coloca Arpini.

“Inegável que esse indicador de menos de 50 casos ativos, num universo de 34 municípios, é extremamente positivo, porém, também, preocupante. Não podemos baixar a vigilância, pois estamos diante do temido coronavírus, e o quadro, caso não sejam observados os protocolos sanitários, pode se alterar”, pontua Arpini.

A Região 16 foi destaque nas ações e estratégias de enfrentamento da Covid, pelo próprio Sistema de Distanciamento Controlado do Estado, com indicadores positivos que resultaram, na grande maioria, pela deliberação de bandeira laranja, médio risco.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais