Cidade da Cultura será mais uma vez uma das grandes atrações da Frinape 2018

 

     A Cidade da Cultura será, mais uma vez, uma das grandes atrações da Frinape 2018. Crianças e pessoas de todas as idades encontrarão uma programação diversificada de divulgação cultural, artística e de caráter educacional. Sua infraestrutura estará instalada em todos os andares do Polo de Cultura, do hall de entrada ao Salão de Eventos, no último piso. Definida como o “Centro de criação, participação e divulgação cultural artística, lúdica e histórica”, a Cidade da Cultura é um espaço destinado ao desenvolvimento de  atividades diversificadas, inserindo-se na proposta ”Erechim 100 anos – construindo sonhos, realizando projetos “

O “Erechim que acontece”, na Cidade da Cultura, oferecerá uma rica e diversificada programação. Em todas as atividades que estão sendo propostas, busca-se resgatar e divulgar a arte, a cultura, os feitos históricos da nossa gente, as suas mais caras tradições, envolvendo artistas, cantores, músicos, grupos étnicos, corais, orquestras, bandas – de Erechim e Região e, outros vindos de fora, para enriquecer e complementar uma rica programação.

Na Cidade da Cultura, Frinape 100 anos, serão reconstruídos os “Caminhos de Erechim”, desde sua concepção como cidade planejada, sua colonização orientada pelo governo do estado e executada por empresas colonizadoras, a miscigenação étnica que constituiu a população, sua emancipação, sua arquitetura, chegando à indústria e comércio, passando pela educação, saúde, religião, concluindo com aspectos da vida cultural e social. Nas quatro salas do segundo piso da Cidade estarão as Estações do Trem: nelas serão desenvolvidas  atividades variadas – expressões literárias, oficinas de criação e recriação da arte e da expressão corporal, linguagens visuais, contação de histórias, rodas de conversa e bate-papos sobre a história da cidade, com presença de debatedores e pessoas que vivenciaram os principais eventos acontecidos.

CAFÉ GRAZZIOTIN

Momentos de grande emoção deverão ser vividos no espaço dedicado à reconstituição do “Café Grazziotin” – o grande ponto de convergência da cidade, durante várias décadas. Nesse espaço, os “Grazziotineiros” (como estão sendo denominados os antigos frequentadores do Café), terão oportunidade de relembrar, com muita emoção, momentos vividos e que marcaram suas vidas, de repassar suas vivências para as gerações atuais.

Enfim, na Cidade da Cultura será rememorada e recontada a história dos 100 anos de Erechim, a história da cidade e de seus construtores, oportunizando, desta forma, que pessoas de todas as idades possam experimentar, ver, sentir, relembrar e reviver belos momentos.

Uma eclética programação está sendo elaborada, buscando contemplar as diferentes formas de expressão artístico-cultural e étnica. Nos auditórios do 1º e 3º pisos do Pólo de Cultura, shows para todos os gostos e idades. A programação será, sem dúvida, a marca registrada desta edição da Cidade da Cultura – Frinape 2018.

Toda programação está sendo montada com muito zelo e dedicação. No folder da programação estará evidenciado este elenco de atividades, pensado pelos membros que compõem a Cidade da Cultura e seus convidados especiais: ACCIE (Giovana da Veiga) SESC/RS (Sandra Mariga Bordin), Secretaria de Educação/Cultura/Esporte/Turismo (Tainete Farina e Fernando Losado), URI (Alexandra Dalla Rosa da Veiga), MTG (Cleusa Sotoriva), os Conselheiros – Ademar Brum, Helena Confortin, Neusa Garcez e Maria Vanda  Groch.

CONSELHEIROS DA CIDADE DA CULTURA

A Frinape 2018 está inserida no calendário de eventos que marcam os 100 anos de Erechim (1918 – 2018). A Feira, lançada em 1966, é sempre motivo de grandes expectativas para a cidade e região, seja em relação à sua montagem e organização, seja em relação aos shows artísticos-culturais que nela vão acontecer.

Para o Conselheiro da Cidade da Cultura, Ademar Francisco Brum, “a Frinape é um espaço onde a diversidade cultural e a pluralidade dos serviços oferecidos aos visitantes, quer nas suas exposições, negócios, agronegócios, novas tecnologias, entretenimento, gastronomia, multiplicidade de shows culturais e atividades lúdico educativas entre outras vivências, oportunizam que a população tenha contato com o que há de mais expressivo, na “nossa pequena grande cidade” e região, mostrando seu potencial econômico, gerando encontros, fomentando trocas de ideias e, principalmente, integrando  a Região Norte do Estado, num só e grande objetivo neste momento histórico, o  de celebrar condignamente os “100 anos  de sonhos e união, um projeto que acontece”, e que se concretiza e materializa em cada nova edição desta grande feira”.

Para a também Conselheira da Cidade da Cultura, Helena Confortin, “a Frinape é a culminância de vários anos de trabalho pensado e repensado. É o momento em que a comunidade de Erechim e Região, todos em um só espírito de união e trabalho, convergem para os mesmos objetivos, quais sejam, alavancar o comércio, a indústria, os serviços, o setor agrícola, a educação e a cultura, apresentando o que a região norte do RS tem de melhor. Enfim, todos juntos, pela concretização de sonhos, fazendo a Centenária Erechim, acontecer”.

Tendo participado de várias outras Frinapes, a Conselheira Neusa Cidade Garcez “tem absoluta convicção de que esta Frinape 2018 será uma feira memorável, que marcará indelevelmente a memória e o coração de todos”.

Frinape 2018, momento único e ímpar na nossa história; espaço no qual as etnias se reencontram e identificam sua presença, preservando valores que marcaram e marcam nossa história, vivendo um presente cheio de diversidades e projetando o Erechim  do amanhã

PRINCIPAIS ATRAÇÕES

Entre as principais atrações da Cidade da Cultura estão: Concerto Rock Sinfônico com a Orquestra de Belas Artes, DUO Música Viva, Show Banda Long Play, Festival das Etnias, Orquestra de Brinquedos, Encontro Musical Grazziotineiros, O Canto dos Tambores – Bahtuca, Palco Giratório SESC – Farinha com Açúcar ou Sobre a Sustança de Meninos e Homens – Grupo Coletivo Negro, espetáculo O Vendedor de Sonho – Cia da Cidade, Mar de Amar: Canções de Travessia – Mauro José, Da Capo Coral, Alma Brasileira – Arnaldo Savegnago e Novos Chorões, Luana Acústico – Luana Pietzke, Concerto Nova Era – Coro da URI, A Tremenda Noite do Rei – Acústicos e Valvulados, A Arca de Noé – Primeira Fila Produções, Oficina de Contação Ilustrada – Monika Papescu, Encontro de Escolas de Dança, Festival Bota Amarela, Um lugar de Fantasia – Cia da Cidade, Encontro de Escolas de Dança, Espetáculo O Jardim dos Livros Mágicos – Rogério Hoch e Beto Hermann,  Concerto Clássico de todos os tempos – Orquestra de Concertos de Erechim, Peça de Teatro: A Pequena Bailarina – Cia de Teatro Dançar e Sonhar, A Sbornia Kontr’Atracka, Lançamento do Livro: Recortes do Tempo, Acústico Anna Julia – Anna Bagunceira, Banda Municipal de Quatro irmãos, Grandes Clássicos da MPB e Internacional – Velha Escola, Atria, Banda Municipal de Itatiba do Sul, Espetáculo O Jardim dos Livros Mágicos, Shana Muller, Concerto Clássicos do Rock – Orquestra da ULBRA e músicos convidados: Frank Solari, Marquinhos Fê e Pedro Veríssimo, THOLL Imagem e Sonho, Show Musical Dag Gad, Concerto: Canções Memoráveis, Expressão e Arte – Projeto Habilidades Estudo SESC, Duca Leindecker – Turne  Baixar Armas, Orquestra Sinfônica de Estação, Gabriel Soares Acústico, Country Rock Conections – Lucas Maleski, Duets, Espetáculo Mira – Grupo de Teatro de Pernas Pro Ar, Show Jessé e Suzi Acústico, Show Italo Gaucho Délcio Tavares, Escola Dançar e SonharLucas Castro – Acústico Pop Rock , Gudãn Acústico – Patrick Bordemann, O Choro nos 100 anos de Erechim – Gleison Wojciekowski Quinteto,  Espetáculo Mira –Grupo de Teatro de Pernas Pro Ar.

 

Comentários estão fechados.