Design da FAE desenvolve postagens para ONG Bicho Vadio

Celina, Meg e Toy. Os nomes não estão na lista de chamada do curso de Design da Faculdade Anglicana de Erechim (FAE), mas por uma noite eles também estiveram em sala. A presença dos animais de estimação dos acadêmicos da turma 4º semestre ajudou a ilustrar os trabalhos que os grupos desenvolveram para a ONG Bicho Vadio. Na disciplina de Expressão e Produção Gráfica, ministrada pela professora a designer Suzana Funk, os acadêmicos foram orientados a produzir materiais para serem postados nas redes sociais, com o intuito de conscientizar a população sobre a importância da adoção responsável, castração e orientações para evitar doenças nos pets.

As apresentações aconteceram na noite da última quinta-feira (8) e também foram apreciadas pela presidente da ONG, Caroline Liotto. “Agradecemos o apoio e o incentivo que a professora Suzana Funk deu aos alunos para trabalharem esse tema, pois sabemos da importância da escola na educação e respeito para com todos, inclusive para com os animais. Iniciativas como esta nos motivam na continuidade deste trabalho e com certeza as produções serão de grande valia para a ONG”, enfatizou a presidente.

De acordo com a presidente da ONG, as redes sociais são uma ferramenta importante para ajudar a evitar a procriação em massa de animais, tanto cães como gatos, conscientizando a população sobre a castração e posse responsável, evitando assim o abandono e os maus tratos. “Como dona de cachorrinhas adotadas, consegui me sentir parte da ONG, grata e feliz por ter auxiliado nesse trabalho tão lindo. Vale ressaltar que a experiência não foi maravilhosa somente para mim, as minhas cachorrinhas tiveram oportunidade de estar junto a turma na apresentação final e ver a felicidade delas em estar ali foi muito legal e, ao mesmo tempo, elas também alegraram o ambiente. Vira-latas são de fato um pacotinho de amor, onde eles estão, não há tristeza”, destaca a acadêmica Júlia Ramish.

“Ver o Design pelo viés da matéria de Expressão Gráfica ser extensivo ao meio social no trabalho feito para a ONG é gratificante demais. Poder olhar com empatia situações a nossa volta, e aliar ao nosso aprendizado, nos faz melhores profissionais e melhores pessoas”, complementa a estudante Franciane Kossmann. Para a professora da disciplina, foi gratificante ver como os

acadêmicos se entregaram ao objetivo do trabalho, “é uma causa nobre e que envolve sensibilidade e conscientização e a turma se dedicou com empenho e com todo o coração. Nunca tivemos uma aula tão divertida, pois os alunos (as) trouxeram seus pets adotados para a apresentação, que ajudaram a alegrar o ambiente. Agradeço a Caroline Liotto, presidente da ONG por ter aceitado participar e por todo trabalho voluntário que está sendo realizado em prol dos animais de nossa cidade. Agradeço aos alunos (as) pelo empenho e a coordenadora do curso, Simone Lehnhart, pelo incentivo sempre”, finaliza Suzana.

Comentários estão fechados.