Uma sugestão para a direção do Santa Terezinha

No dia 1º de junho tive que levar minha esposa às pressas ao Pronto Socorro da Fundação Hospitalar Santa Terezinha. Quando saí de casa imaginei que os profissionais no plantão não teriam como dar uma atenção adequada ao caso, já que era um feriadão, as UBS não estavam atendendo e isso faria com que muitas pessoas buscassem atendimento no Pronto Socorro. Mas logo ao chegar, a equipe de enfermagem veio dar os primeiros atendimentos para minha esposa, e faziam o mesmo com os demais pacientes, dando em seguida, dentro da normalidade, encaminhamento dos mesmos ao Dr. Salim, o médico de plantão. Durante a consulta, nem parecia que eu estava num Pronto Socorro, onde são atendidos pacientes de urgência emergência e por isso a correria é grande.

Ficamos no Pronto Socorro até o meio da tarde, para esperar os resultados dos exames e em minha opinião, todos estavam sendo bem atendidos pelas duas equipes, já que às 13 horas houve troca de turno.

Mesmo assim, quero deixar uma sugestão para a direção da Fundação do Hospitalar Santa Terezinha e ao próprio prefeito Schmidt, se não há dinheiro para fazer um novo Pronto Socorro, que então, se pinte as salas de atendimento, principalmente aquela onde os pacientes recebem as primeiras medicações, que tem boas poltronas, mas tem as paredes em um tom verde escuro, manchado com tinta branca e com iluminação ruim. Acredito que esse ambiente possa fazer com que os pacientes se sintam mais depressivos.

De qualquer forma, tenho que parabenizar todos os profissionais que trabalham neste local num feriadão, dias de demanda muito maior por causa do não atendimento nas UBSs.

Se o hospital não tem dinheiro para pintar estas duas ou três salas, e a gente sabe das dificuldades financeiras que a instituição está passando, nós da Rádio Cultura e do Jornal Boa Vista podemos realizar uma campanha buscando viabilização para a pintura nova.

Por Egidio Lazzarotto

Comentários estão fechados.