Temporada de furtos de veículos, previna-se

Nas últimas semanas tem chamado atenção a quantidade de veículos furtados em Erechim. De acordo com os boletins de informações enviados para a imprensa pela Brigada Militar, seriam de três a quatro carros por semana, e lembrando que, nem todas as ocorrências são divulgadas. Também vale ressaltar que apenas parte dos veículos levados pelos criminosos tem equipamentos furtados, alguns são encontrados pela polícia, apenas abandonados, o que leva a crer se tratar da ação de alguns jovens que “só querem se divertir”, saem passear, resolvem não voltar a pé para casa e cometem o crime.

Mas também temos situações graves, veículos “depenados” ou tomados em assaltos à mão armada, além de pessoas que dependem do carro para trabalhar e ao acordar pela manhã, descobrem que o mesmo foi levado.

O texto não é um questionamento aos órgãos de segurança pública. São incontáveis os casos impedidos pelo policiamento ostensivo, são muitos os veículos recuperados logo após o furto, muitas vezes, antes mesmo que o proprietário fique sabendo da ocorrência, e quase todos os autores acabam presos, mais cedo ou mais tarde. O problema, a meu ver, é que o crime anda em círculos.

Existem épocas em que se acentuam os roubos a pedestres e estabelecimentos. A polícia trabalha, captura todos os envolvidos e enquanto estão na cadeia, as ocorrências cessam. Então começam, por exemplo, os furtos de veículos e o ciclo se repete: a polícia trabalha, prende os envolvidos e as ocorrências cessam, mas o tempo na cadeia costuma ser curto e enquanto os órgãos de segurança estão trabalhando para deter os responsáveis por uma modalidade de crime, os que foram presos pela outra, já começam ganhar liberdade e voltar a atividade.

Neste momento, quando aparentemente o ciclo está no furto de veículos, algumas dicas podem servir para ao menos, dificultar a vida dos ladrões: Não deixe nada exposto no interior do carro, principalmente no painel; Evite colar adesivos que exponham informações pessoais; Não guarde documentos boletos, cartões e correspondências dentro do carro, elas podem ser usadas para acessar sua conta ou planejar um roubo à sua casa; Sempre confira se o carro foi trancado; Utilize dispositivos de segurança visíveis; Em semáforos, mantenha distância do carro da frente, para poder manobrar em caso de emergência; Não namore dentro do carro, principalmente à noite e em lugares desertos; Antes de entrar na garagem, fique atento ao seu redor.

Por Alan Dias

Comentários estão fechados.