Barão prepara alunos do 3º do Ensino Médio para decisão sobre a carreira

Uma das ações da escola foi a realização da inscrição do Enem, junto com os estudantes

Há dois dias do encerramento das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os estudantes do 3º ano do Ensino Médio do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco (IABRB) podem respirar aliviados. É que a preocupação de perder o prazo não se aplica a eles. Ainda na semana passada, a turma contou com o auxílio da orientadora educacional, Neiva Zanatta Barroso, para a realização das inscrições, em um dos laboratórios de informática da escola.

“Apesar de o processo de inscrição ser fácil, achei importante fazer na escola, pois tínhamos a segurança de saber que caso tivéssemos qualquer dúvida a professora Neiva estava ali para responder”, destaca o estudante Mateus Müller. De acordo com a orientadora educacional, o auxílio nas inscrições deixa os alunos mais confiantes, mostrando a preocupação que a equipe pedagógica possui neste processo, que também faz parte da aprendizagem.

Além do auxílio para a inscrição no Enem, a turma do 3º ano do Barão também é inserida em um processo de orientação profissional, recebendo a visita de profissionais, visitando instituições de ensino superior e contando com o apoio da psicóloga da escola, Mônica Kieling. “Tivemos momentos de diálogo, dinâmicas e também de aplicação de testes vocacionais. Esta é uma fase de indecisão, marcada por uma série de informações e influências, que precisam ser analisadas com serenidade pelos estudantes”, enfatiza a psicóloga, explicando que não há influência da escola na decisão, apenas se fornece as bases para que os alunos possam concluir quais são as vantagens e desvantagens dos cursos que almejam, para que eles próprios façam suas escolhas.

Os testes são realizados pela psicóloga, em conjunto com a orientação escolar, e servem para avaliar, analisar e informar sobre áreas de interesse, aptidões específicas e gerais nos diversos campos do trabalho. “Costumo dizer que a escolha da profissão não é uma tarefa fácil, é sempre cercada de dúvidas e emoções. Por isso é preciso pesar cada opinião e buscar respostas para: quem sou eu (autoconhecimento)? Como é o dia a dia da profissão? O que se estuda

durante o curso? O que espero dessa profissão? Todo profissional, independente da profissão que exerce, deve fazê-la buscando sempre auxiliar o outro e esse auxílio baseado no respeito, na ética, na busca da felicidade. Dessa forma há a realização pessoal e profissional”, pontua a professora Neiva.

No próximo sábado, dia 18, a turma do 3º ano do Barão vai a Porto Alegre onde participará do programa “Portas Abertas” da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Esta será mais uma oportunidade para os estudantes refletirem sobre a decisão que tomarão nos próximos meses, participando de atividades orientadas por professores e acadêmicos de seus cursos de interesse.

Comentários estão fechados.