Caixa explica demora em análise de pedidos de auxílio emergencial

Em entrevista ao "Bom Dia Rio Grande", superintendente regional do banco afirmou que haverá atualização das solicitações do benefício de R$ 600 nesta quinta-feira

Grande parte dos milhões de brasileiros que solicitaram o auxílio emergencial do governo federal tem reclamado da demora na análise do pedido. Em entrevista ao Bom Dia Rio Grande, da RBS TV, o superintendente regional da Caixa, Ricardo Bier Troglio, explicou que haverá atualização nesta quinta-feira (16).

— Os dados que a pessoa fornecem são encaminhadas ao Dataprev, que analisa e cruza todas as informações para verificar se a pessoa tem direito ao benefício. A Caixa recebeu de volta esse primeiro lote de análise, cerca de 16 milhões dos mais de 36 milhões de cadastros realizados até as 17h de ontem (quarta). Por isso, para muitas pessoas, já vai mudar para “aprovado”, “rejeitado” ou “reprovado” — disse.

— Esse outro aplicativo é o Caixa Tem, que é a poupança digital. Através dele, a pessoa pode realizar pagamentos e transferências e, assim, não precisar ir às agências. É bastante interativo, funciona quase como um WhatsApp. O usuário vai respondendo perguntas e respondendo o que pretende fazer. Com isso, queremos evitar as aglomerações.

Os pagamentos em dinheiro do auxílio de R$ 600 ocorrem a partir do dia 27. Nesta quinta-feira (16), serão disponibilizados os valores para beneficiários do Bolsa Família (os de número de NIS com final 1), inscritos no Cadastro Único (nascidos em maio, junho, julho e agosto) e para quem solicitou o benefício por meio de site e aplicativo (na conta indicada ou em poupança digital da Caixa).

Na sexta-feira (17), é a vez dos beneficiários do Bolsa Família (os de número de NIS com final 2) e inscritos no Cadastro Único (nascidos em setembro, outubro e novembro).

Fonte: GaúchaZH

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais