“Tive que abrir meu espaço à foice”, diz Pomargeski

Há poucos dias entrevistamos o pré-candidato a deputado federal, Carlos Pomargeski (PP) e um ouvinte questionou sobre como ele, sendo uma pessoa desconhecida nos meios políticos da região e de nossa cidade, conseguiu espaço dentro do Progressista, partido que em Erechim é muito conservador. “Fui abrindo caminho à foice e ocupando meu espaço”, respondeu.

Será que jovens candidatos estão conseguindo passar por cima do conservadorismo e passando a fixar seus nomes no partido local? Pomargeski não foi o pioneiro a romper o conservadorismo no PP local. Na eleição da atual executiva foi eleito presidente do partido, Reginaldo Boliscomo, e muitos tiveram que engolir a seco essa mudança. O Progressista de Erechim aos pouco está mudando sua fotografia e também o estigma de ser um partido de ricos e de conservadores. Se ninguém atrapalhar, logo ali adiante será um partido de jovens, com novas ideias para a cidade de Erechim.

Por Egidio Lazzarotto

Comentários estão fechados.