Alerta para coceira constante em pets

Veterinário Felipe Gustavo Scisleski destaca que as causas de coceiras em cães mais comuns são as causas alérgicas, que podem se manifestar de várias maneiras

Você já presenciou seu pet se coçando, mordendo ou lambendo incessantemente? Este comportamento, embora seja comum acontecer, não é natural e as causas são variadas. Levando em conta a rotina agitada de muitos pets, é inevitável que não se cocem, pois é da natureza que brinquem e rolem em ambientes que possam ter poeira, grama e até terra, causas comum de uma coceira. No entanto, quando é excessivo, além de prejudicar a qualidade de vida de seu amigo, é sinal de você precisa buscar um profissional.

Mas, como saber se há algo de errado com a pele de seu pet? O veterinário Felipe Gustavo Scisleski explica que quem convive com um bichinho sabe quando a coceira está passando dos limites. “Quando o animal para de brincar para se coçar, deixa de se alimentar ou se lambe excessivamente, principalmente as patinhas, é um sinal de alerta”, explicou. De acordo com o profissional, as causas de coceiras em cães são várias, porém as mais comuns são as causas alérgicas que podem se manifestar de várias maneiras.

Além destas, existem vários alimentos impróprios para cães que podem causar alergias, e outros problemas. “Para animais alérgicos a própria ração pode causar alergia, por isso é importante que nesses casos a alimentação seja de acordo com a recomendada pelo seu veterinário de confiança”, disse Felipe. Embora as causas mais comuns de alergia sejam as alimentares, há também as causas por ectoparasitas (pulgas, carrapatos, piolhos), causas ambientais, como por exemplo pólen das flores, grama, mofos, poeiras, ácaros, produtos de limpeza, perfumes, entre outros. “As causas são muito variadas”, explicou o veterinário.Mas, antes de medicar seu bichinho ou fazer qualquer tratamento caseiro, sem que um profissional esteja acompanhando, Felipe alerta que o uso inadequado de medicamentos pode aumentar as coceiras, causando ainda mais alergia, além de outros transtornos. “Para todo o animal alérgico o acompanhamento veterinário é indispensável. Existem medicações e cuidados que podem melhorar muito a qualidade de vida de um animal alérgico”, explicou o veterinário. Além disso, Felipe destacou que é importante que tutores saibam que grande parte das alergias não tem cura, exigindo cuidados a vida inteira. “Com um acompanhamento e os devidos cuidados, a coceira pode sim ser amenizada. O tratamento é muito individualizado, pois a causa e manifestação dessa alergia no organismo é que definirão o melhor tratamento”, frisou.

Todo cuidado que eles merecem

Atendendo toda a região do Alto Uruguai, a Tropical Clínica Veterinária está localizada em Erechim e conta com três veterinários especializados em cuidar de seus melhores amigos: Felipe Gustavo Scisleski, especialista em clínica médica e cirúrgica de pequenos animais e pós-graduando em dermatologia veterinária de pequenos animais, Wagner Dezordi, pós-graduado em clínica e cirurgia de pequenos animais e Raquel Chappuis. Precisa de ajuda? Conte conosco e agende uma consulta. Também atendemos à domicílio, dentro do perímetro urbano. A clínica está localizada na rua JB Cabral, n° 87 e o horário de funcionamento é das 8h às 19h. Mais informações pelo contato (54) 3522-9021.

Comentários estão fechados.