Projeto de cultura da UFFS debate a linguagem do slam

Grupo de estudos fará encontro virtual no dia 29; participação é aberta para toda a comunidade regional

O slam, tipo de poesia e de expressão que se define por sua marginalidade tanto social quanto em relação às formas consagradas de poesia e literatura, virou tema de um projeto de Cultura na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim. Com o nome “Slam Abraçando as Minorias”, a iniciativa pretende difundir e debater o slam e sua linguagem, além de formar um coletivo slammer no Campus. A coordenação do projeto é do professor Paulo Muller.

Durante a pandemia do novo coronavírus, a acadêmica bolsista Fernanda Safira e as voluntárias Simone Andrade, Tailize Schaffer e Juliana França estão conduzindo um grupo de estudos sobre a linguagem literária do slam. Elas fizeram um encontro piloto e, até o mês de junho, mais três reuniões virtuais serão realizadas. A próxima está marcada para o dia 29, às 15h, por meio da plataforma Cisco WebEx. O endereço da sala é https://meetingsamer8.webex.com/meet/fernandasafira21.

Os interessados também podem participar do grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/F9Bh1VUi3MkIpctHYZ1UPc.

No momento o projeto concentra-se no grupo de estudos, porém, estão previstas ainda oficinas de composição e performance de poemas, e a realização de um evento/batalha de slam.

A participação no projeto é aberta para a comunidade acadêmica e regional.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais