Por que Erechim não consegue dar continuidade aos grandes eventos?

A pergunta que não quer calar é:  Por que Erechim não consegue dar continuidade aos grandes eventos que surgiram nas últimas décadas? Os únicos dois eventos que conseguiram ter continuidade é o Rally e Frinape. A Festa Nacional do Trigo que era considerada o maior evento do Brasil no setor, não se sabe porquê, mas acabou. Outro festividade que se perdeu pelo caminho e, para a cidade de Venâncio Aires, foi a Festa Nacional do Chimarrão.

Mais tarde surgiu a festa da Polenta que teve duas ou três edições e, terminou. Sem contar a tão querida Festa Di Bacco, sem mais, nem menos, sumiu do cenário erechinense.

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais