Por que Erechim não consegue dar continuidade aos grandes eventos?

A pergunta que não quer calar é:  Por que Erechim não consegue dar continuidade aos grandes eventos que surgiram nas últimas décadas? Os únicos dois eventos que conseguiram ter continuidade é o Rally e Frinape. A Festa Nacional do Trigo que era considerada o maior evento do Brasil no setor, não se sabe porquê, mas acabou. Outro festividade que se perdeu pelo caminho e, para a cidade de Venâncio Aires, foi a Festa Nacional do Chimarrão.

Mais tarde surgiu a festa da Polenta que teve duas ou três edições e, terminou. Sem contar a tão querida Festa Di Bacco, sem mais, nem menos, sumiu do cenário erechinense.

Por Egidio Lazzarotto

Comentários estão fechados.