Professor da FAE é aprovado no Doutorado Acadêmico em Administração da Unoesc

O professor Dulcimar José Julkovski, docente nos cursos de Administração e Eletrônica Industrial da Faculdade Anglicana de Erechim (FAE), acaba de ser aprovado no Doutorado Acadêmico em Administração da Unoesc, campus Chapecó/SC. Dentro da linha de pesquisa Estratégia e Competitividade, a tese que será desenvolvida pelo professor abordará um modelo de análise da economia circular na perspectiva da visão da empresa baseada em recursos.

“A economia circular é um conceito econômico que faz parte do desenvolvimento sustentável e de conceitos econômicos, propondo que os resíduos de uma indústria sirvam para matéria-prima reciclada de outra indústria ou para a própria, gerando um ciclo contínuo para otimização de recursos e diminuição de resíduos no ambiente. Já a Visão Baseada em Recursos (VBR), é uma perspectiva da estratégia que explica a vantagem competitiva a partir dos recursos e competências distintivos da firma”, explica Dulcimar, que projeta analisar, identificar e propor ações para a viabilidade de implantação da Economia Circular na perspectiva da VBR, podendo transformar essas ações para as empresas em vantagens competitivas.

O aperfeiçoamento contínuo e realização de um sonho pessoal e profissional; a busca de novos conhecimentos para o desenvolvimento dos campos da sustentabilidade, estratégia, competitividade e desempenho das empresas; além da vontade de contribuir para o avanço da ciência e da tecnologia como pesquisador e professor de instituições de ensino e profissional de empresas privadas foram fatores determinantes para que Dulcimar decidisse dar continuidade aos estudos na Pós-Graduação.

“Foi uma notícia maravilhosa, pois é uma conquista muito importante e que com certeza vai gerar frutos e mudanças significativas, tanto a nível pessoal como profissional. O Doutorado será um grande desafio, pois requer muito esforço e comprometimento do aluno para cumprir as etapas que o programa requer. Requer também muita leitura de textos em língua inglesa e construção de artigos científicos, bem como participações em congressos”, afirma o professor.

Comentários estão fechados.