“Marcos Lando é conhecido pelo trabalho, não é candidato Photoshop”, diz presidente do PDT

Empresário, arquiteto e presidente do PDT, Gilmar Fiebig, é o tipo de pessoa que “não foge da raia”, durante as entrevistas. Na manhã desta quarta-feira (15) não foi diferente, durante o programa Estúdio Boa Vista da Rádio Cultura. Afinal, 2020 é ano de eleição e o PDT é gestão no município de Erechim.

Fiebig de largada disse que o partido está se preparando para administrar a cidade nos próximos quatro anos, juntamente com outros partidos e pessoas que possam contribuir com o desenvolvimento. “Desde o ano passado, em reunião do diretório os filiados do PDT deixaram seus nomes a disposição para concorrer. O nome que foi citado como prefeito é de Marcos Lando, esse é o candidato do partido”, afirmou.

O presidente ainda comentou que o PDT não tem animosidade política com nenhum partido, que a busca é por segurança, saúde e um projeto de educação, a principal bandeira da sigla. “O PDT é um partido de formação, grande parte dos políticos que estão em outros partidos nasceram ou, se criaram dentro do PDT, a exemplo de Marcos Lando. Ele é quem está melhor preparado, sempre foi trabalhador, excelente empresário, político, vários mandatos enquanto vereador e com a experiência de gestor público”, elogiou.

Em meio a tantas particularidades de Lando, Fiebig foi questionado sobre o desempenho do partido frente a atual administração. “O PDT esteve muito limitado na gestão com Schmidt, gerando algumas polêmicas. Desde o início da formação da coligação não ficou clara a função do PDT. Então, temos que continuar até o final do mandato jogando as regras que nos foram ditas. Nossa verdadeira aparição foi ano passado, quando identificamos os cargos ocupados pelo partido junto a municipalidade”, exemplificou.

Logo após a reunião com os filiados e identificação de cargos, as aparições do PDT passaram a ser mais notórias, até mesmo em conteúdos encaminhados à imprensa. Mas, para Fiebig, isso tem outros nomes. “As pessoas começam aparecer de duas maneiras, naturalmente pelo trabalho, desenvolvimento, é o caso do Lando. Ou, começam aparecer de forma oportunista, os photoshop da vida. Nesse período pré-eleição vamos encontrar vários candidatos photoshop, aquelas pessoas que começam a preparar-se com uma maquiagem externa, são trabalhados em estúdio e na verdade, o que falta é conteúdo”, finalizou.

Por Carla Emanuele 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais