O turismo em pauta no parque da Frinape 2018

“O Turismo e a Cultura no Século XXI”, este foi o tema do painel ocorrido na tarde desta terça-feira, 13, no Galpão da Fenamate, junto ao Parque da Frinape 2018, momento em que se poutou caminhos a serem tomados para que o turismo seja a grande locomotiva na geração de novas oportunidades de empreendimentos e de empregos, não somente para o Brasil, Estado, mas também a região de Erechim e Alto Uruguai que se apresenta com uma grande diversidade de opções.

Na oportunidade, a presença do presidente do Poder Legislativo, vereador Rafael Ayub, que também estava representando o Executivo, Karine Kostuczenko, Mis Turismo, do Diretor de Turismo da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Neidmar Roger Charão, do presidente da Frinape, Fábio Vendrúsculo, Abdon Baretto Filho, economista, mestre em Comunicação social, professor universitário e Diretor de Turismo do Estado, Mário Nascimento, Coordenador Técnico de Turismo da FAMURS e do Conselho Nacional de Municípios, membro do Conselho Nacional e Estadual de Turismo e Presidente da Organização das Cidades e Patrimônio Mundial e Fernando Losado dos Santos, Diretor de Cultura do município. Na plateia, presidentes de entidades ligadas a hotéis e restaurantes, a entidades tradicionalistas e de municípios da região da AMAU.

Na oportunidade foi colocado que a década de 80 foi permeada pelo veloz desenvolvimento do turismo em todo o mundo. Na segunda metade do século XX, a atividade turística expandiu-se pelo mundo inteiro. As receitas do turismo internacional na década de 60 giravam em torno dos U$$ 10 milhões, passando pela barreira dos U$$ 50 milhões na década de 70, dando verdadeiro salto nos anos 80 para a cada dos U$$ 300 milhões e no final da década de 90 ultrapassando U$$ 1 bilhão.

Desta forma o turismo passou a representar cerca de 8% das exportações mundiais e 180 milhões de empregos no final da década de 90. O turismo atual movimenta 52 setores diferentes da economia. Em todo o mundo é estimado que a atividade turística gera uma receita da ordem de U$$ 4,5 trilhões por ano. A Organização Mundial do Turismo aponta uma previsão de 1.600 milhões de turistas internacionais para o ano de 2020.

Antes da abertura dos trabalhos, Rafael Ayub destacou a grande oportunidade para se discutir a viabilidade de um projeto maior para Erechim e região do Alto Uruguai, “de abrir caminhos de discussão e saber qual seguir para que se possa alavancar o turismo local e chegarmos lá”.

Fábio Vendrúsculo agradeceu as parcerias firmadas para a realização da grande Feira e seus eventos nos 10 dias. “Um dos grandes eventos do Estado no que se refere a Feiras, e este debate nos abre caminhos para que possamos criar alternativas para o turismo. Erechim, em seus 100 anos, mudou seu foco, temos hoje um amplo espaço para buscar renda e sustento para nossas famílias, que possamos construir uma região cada vez mais forte e focada no desenvolvimento”.

Comentários estão fechados.