Banco de Sangue de Erechim poderá enfrentar mais uma crise financeira

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Na semana passada, durante entrevista na Rádio Cultura com o presidente da Unimed, Dr. Luiz Felipe Barreneche Leães, Dr. Paulinho Martins e Dr. Elcio Zanardo, eles deixaram a entender que o banco de sangue poderia sofrer mais uma crise financeira. Depois da entrevista, busquei informações sobre o assunto.

Durante a pandemia o hemocentro de Passo Fundo teve um consumo maior que Erechim e quem socorreu, foi o nosso banco de sangue. Com isso, a secretaria da Saúde do Estado quer readequar os valores que o Banco de Sangue de Erechim recebe e repassar para outros centros.

Neste caso, Erechim perderá recursos com relação aos outros bancos de sangue. “Na verdade, o governo está querendo readequar os valores que mantém com o nosso Banco de Sangue. Automaticamente vamos perder dinheiro e teremos que buscar outras alternativas. Estamos negociando com o governo do Estado”, disse o presidente do Banco de Sangue, Alexandre Lyrio.

Mas os profissionais da saúde, como é caso da Unimed, estão preocupados com os cortes. Até porque, há pouco tempo o banco de sangue passou por uma crise. Mas com certeza, Lyrio saberá transformar um limão numa limonada.

Por Egidio Lazzarotto

Get real time updates directly on you device, subscribe now.