UFFS aprova protocolo de biossegurança para retorno gradual de atividades acadêmicas suspensas

Documento foi elaborado depois de consulta à comunidade universitária

A UFFS aprovou e publicou a Resolução N°35/CONSUNI/UFFS/2020, que estabelece o Protocolo de Biossegurança e as diretrizes institucionais para preparação e execução do Plano Institucional de Retorno Gradual das Atividades Acadêmicas Suspensas, no âmbito da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) durante o período de emergência de saúde frente à pandemia da COVID-19.

O Plano Institucional de preparação e retorno das atividades letivas consiste em um conjunto de medidas a serem adotadas para a retomada das atividades acadêmicas presenciais e não presenciais e compreende ações para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da COVID-19, de proteção permanente da vida e da saúde, do direito à educação e de apoio aos estudantes em situação de vulnerabilidade.

Além disso, esse Plano será integrado pelos planos (subplanos) específicos de cada Unidade Organizacional, elaborados considerando as especificidades locais, em especial as condições sanitárias de cada região, as particularidades dos cursos ofertados, a infraestrutura e as condições de saúde da comunidade acadêmica.

As sessões que discutiram o documento foram conduzidas pelo vice-reitor em exercício, Gismael Perin. Ele relata que, no mesmo dia da sessão que aprovou, pelo Conselho Universitário, a retomada das atividades presenciais para o campus Passo Fundo, ficou decidido que seria elaborado, para toda a UFFS, um protocolo de biossegurança e um plano de retorno das atividades que não haviam sido suspensas. “Em virtude disso, foi apresentado pela Reitoria, com base nos estudos de uma comissão, ao Conselho Universitário, na sessão extraordinária do dia 13 de julho, uma minuta de plano de retorno das atividades e um protocolo de biossegurança. Como deliberação, o Conselho Universitário constituiu uma comissão temporária para estudar e propor uma nova minuta de resolução (Resolução nº 28/CONSUNI/UFFS/2020), a partir da proposta apresentada ao pleno e outras duas propostas apresentadas por conselheiros”.

Segundo Perin, “numa primeira rodada de trabalho da Comissão, foi apresentada uma minuta que foi divulgada, com prazo para sugestões, para toda a comunidade universitária. Findo esse prazo, a Comissão compilou as sugestões e disponibilizou a peça para que os conselheiros pudessem propor emendas. Novamente a Comissão trabalhou na organização das emendas para a apresentação ao CONSUNI, durante a sessão extraordinária do dia 5 de agosto. Foram mais de 30 emendas que tomaram toda a tarde de trabalho. Como a minuta não foi finalizada nesta data, foi convocada nova sessão extraordinária para o dia 7 de agosto, pela manhã, para finalizar e aprovar, por consenso, a minuta. A resolução do Conselho Universitário Nº 35/CONSUNI/UFFS/2020 apresenta então o Protocolo de Biossegurança e as diretrizes institucionais para preparação e execução do Plano Institucional de retorno gradual das atividades acadêmicas suspensas, no âmbito da UFFS, para o período de emergência de saúde frente à pandemia do COVID-19”.

“Nesta resolução, cada unidade organizacional, que compõe os campi e a Reitoria, elaborarão os subplanos, conforme suas especificidades. Esses subplanos compreendem desde o tipo e número de cursos de graduação e pós-graduação, quantidade de servidores, até as especificidades dos diferentes estados da federação e diferentes municípios. Portanto, neste próximo mês, teremos a elaboração desses planos, que, juntos, comporão o plano institucional”, informa o vice-reitor.

Para o reitor da UFFS, Marcelo Recktenvald, “a aprovação desta resolução é mais um importante passo da UFFS construído a muitas mãos, sempre com o pensamento na qualidade da formação e nas condições de trabalho dos servidores técnicos e docentes e, principalmente, no cuidado com os estudantes. Como instituição pública, temos uma responsabilidade frente às expectativas da sociedade, de produzir resultados mesmo em condições adversas”.

OUTROS ESCLARECIMENTOS

Conforme Perin, “já está em construção uma proposta de Calendário para o semestre letivo 2020.1, com novas datas a partir de 15 de setembro. A ideia é finalizar este semestre ainda durante o ano de 2020, tendo como regras as atividades letivas remotas e, como exceção, as atividades letivas presenciais. Já pensando nisso, em maio deste ano foi criado, junto a Reitoria, a Assessoria de Inovação Tecnológica na Educação (ASSITEC), com objetivo de realizar a estruturação de ambientes de inovação tecnológica no contexto educacional, entre outras. Como principal programa da ASSITEC foi lançado o PRACTICE, que objetiva estruturar ambientes e capacitar professores para a produção e mediação de conteúdos por meio de tecnologias baseadas em metodologias ativas de modo a contribuir para a promoção da inovação no processo de ensino-aprendizagem em componentes curriculares e extracurriculares da UFFS”.

“Além disso, desde abril de 2020, estamos ofertando um aporte financeiro, para além daquele que já existia antes da pandemia, aos estudantes, principalmente aos que se encontram em vulnerabilidade. Estamos verificando a possibilidade de compra/empréstimo/voucher para disponibilizar aos estudantes que não possuem notebook e plano de dados para que consigam acompanhar as atividades letivas síncronas e assíncronas. Com isso, conseguimos avançar no semestre letivo, com a segurança na saúde de nossa comunidade e com a certeza que conseguiremos avançar nas formações superiores de nossos estudantes”, entende Gismael.

Atos normativos relacionados:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais