URI deve oferecer ensino a distância a partir de 2019

Com a meta inicial de agregar pelo menos 1 mil acadêmicos ao seu universo de 3,2 mil alunos, a URI campus de Erechim deve passar a oferecer, a partir de 2019, uma nova modalidade de ensino: o chamado ‘ensino a distância’ (EAD), pelo qual o estudante não precisará frequentar (fisicamente) a instituição – acompanhando as aulas no computador.

Com valores de mensalidade que podem custar 30% do valor pago na modalidade presencial, a novidade foi comunicada pelo diretor geral do campus local, Paulo Roberto Giollo, em entrevista à Rádio Cultura esta semana.

A proposta – que está sendo construída em parceria com outras universidades comunitárias gaúchas, como a UCS, Unijuí, Unisc, Urcamp, Unicruz e UPF – deverá evoluir, no médio prazo, para um sistema híbrido, onde as disciplinas serão ministradas tanto online quanto em sala de aula.

Segundo Giollo, cursos que não dependem da utilização de laboratórios, a exemplo de Pedagogia, Matemática, Letras, Administração e Ciências Contábeis, deverão ter sua plataforma disponibilidade via EAD.

Hospital Veterinário entre os novos investimentos

Paulo Roberto Giollo também projeta novos investimentos. A construção de consultórios para que os alunos do curso de Medicina passem a atender a população está entre eles. A obra, estimada em R$ 1 milhão e que deve começar em 2019, deve ser viabilizada junto ao antigo prédio do Sindialimentação, hoje de propriedade da FHSTE – e que será cedido à URI via comodato.

No campo da medicina veterinária – novo curso que inicia as aulas em agosto – a Universidade prevê para o ano que vem o começo da construção de um hospital veterinário junto ao campus 2. Espaço deve entrar em funcionamento em 2020.

Por Salus Loch

Comentários estão fechados.