Não podemos facilitar para a bandidagem

Dias atrás estive lendo algumas ocorrências de furto/arrombamentos e também assisti vídeos mostrando os larápios entrando em casas e prédios. Geralmente após casos assim, costumamos reclamar da polícia, da falta de segurança pública, mas o fato é que também devemos fazer nossa parte e não facilitar para a bandidagem. Obviamente que não deveria ser assim, mas o atual momento nos leva à necessidade de sermos precavidos, estarmos atentos.

Como exemplo sobre o que quero dizer, vou citar fato ocorrido há cerca de três semanas. A garagem de um prédio foi arrombada, destruíram a fechadura para entrar no local, que possui alarme, mas estava desligado. Por sorte, levaram apenas uma bicicleta e não causaram maiores danos. O síndico, no dia seguinte trocou a fechadura, reforçou a barra de proteção da porta e incluiu um trinco interno. Conversou com os moradores e afixou no mural uma mensagem com fotos da porta danificada, solicitando que em hipótese alguma deixem o alarme desligado. Vinte e três dias se passaram e constantemente o alarme segue sendo encontrado desligado. A opção será trocar o sistema, o que acarretará em mais gastos para todos.

Em um dos vídeos que assisti vi situação semelhante em outro prédio, onde o ladrão entrou e o alarme estava desligado. Então a desatenção de alguns, por vezes acaba levando prejuízo para todos e mais grave, o que muitos não percebem é que ao não colaborarem nestes pequenos detalhes, estão colocando a própria vida e a de terceiros em risco, já que a maioria das garagens dá acesso direto ao restante dos edifícios residenciais.

Não é segredo que a falta de efetivo é um dos principais problemas das nossas forças de segurança, também sabemos do esforço das mesmas para encontrar maneiras de driblar essa demanda. No Alto Uruguai, mesmo com a carência de material humano, temos as policiais que estão entre aquelas com maior número de prisões e casos solucionados, então, acredito, não nos custa, como cidadãos, colaborar no que é possível e dentro da Lei.

Entre algumas medidas de segurança que podem ser adotadas estão: instalação de alarmes, iluminação em pontos de entrada, atenção redobrada ao acessar a garagem (se houver estranhos por perto é indicado continuar circulando com o carro e até mesmo acionar a polícia), dentro do possível, instalar câmeras de vídeomonitoramento e reforçar portas e janelas com grades.

Por Alan Dias 

Comentários estão fechados.