Erechinenses amanhecem sem transporte coletivo em função de manifestação

Desde a madrugada desta sexta-feira (14), manifestantes se reuniram em frente ao portão da empresa de transporte coletivo Urbano, em protesto contra a Reforma da Previdência. Fazem parte do ato estudantes de várias instituições de ensino e trabalhadores, os mesmos impediram a saída dos ônibus da garagem, com uma fogueira.

“Nós não temos hora para sair daqui. Essa manifestação é de interesse dos trabalhadores, são eles os mais prejudicados com a reforma da previdência”, destacou o estudante Adriano.

Já os motoristas e cobradores permanecem no pátio da empresa.

Por A Redação

Comentários estão fechados.