Emater capacita famílias indígenas

Aproximadamente 120 famílias indígenas Caingangues (Reserva Indígena do Votouro) e Guaranis, de Benjamin Constant do Sul, beneficiárias do Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais, da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), com execução da Emater/RS-Ascar, participaram de uma capacitação, nesta terça e quarta-feira (11 e 12/06), realizada no município. Durante os dois dias foram repassadas orientações voltadas a diversas ações e atividades que vêm sendo realizadas através de projetos produtivos que visam a qualificação da produção para autoconsumo das famílias.

A extensionista social da Emater/RS-Ascar, Mariéli Luccas, falou sobre as principais ações realizadas até o momento e destacou a importância do papel das mulheres no contexto da alimentação da família. A engenheira agrônoma Andreia Maccari falou sobre a criação de frangos e manejo de horta; e a assistente técnica Regional Social, Nádia da Rosa, abordou o resgate e a diversidade alimentar. Também chamou atenção para que as famílias evitem “a dependência de externa de alimentos”.

Através do projeto produtivo já foram realizadas ações, individuais e coletivas, como produção de horta e pomar, artesanato, criação de aves (para produção de ovos e carne), entre outras. A capacitação contou ainda com a participação dos caciques Darci Borges, do vice-cacique Odair Amantino, e do presidente do Conselho da Comunidade, Gezen Garcia, entre outras lideranças indígenas.

Na oportunidade, a psicóloga Jéssica Haiduck falou sobre a campanha do agasalho e o secretário municipal de Assistência Social, Airton Franceschi, expôs sobre o programa habitacional. Na região do Alto Uruguai, além de Benjamin Constant do Sul, o projeto atende 22 famílias indígenas de Erebango e 18 famílias de quilombolas de Sertão. O Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais tem como objetivo contribuir para a inclusão e emancipação social e produtiva e melhoria de qualidade de vida de famílias de povos e comunidades tradicionais do Rio Grande do Sul.

Comentários estão fechados.