Erechinense produz máscaras de tecido para doação e ainda reverte valor das vendas em alimentos

Nesta semana, a Rádio Cultura e Jornal Boa Vista, tiveram a oportunidade de conhecer a jovem designer, Caroline Marchetto, que tem feito a sua parte no enfrentamento ao coronavírus em Erechim.

Ela é dona do ateliê Divina e juntamente com a sua equipe de trabalho e namorado, resolveu fazer algo diferente em prol da comunidade.

A ideia de produzir máscaras foi sugestão de uma tia que reside na Itália, antes mesmo do Brasil e Estado decretarem situação de calamidade pública.

Minha tia disse: “Comece a produzir máscaras no seu ateliê, aqui na Itália já não tem mais para venda. Fiquei com aquilo na cabeça, afinal tínhamos poucas informações sobre o vírus. Então, os casos começaram a surgir cada vez mais próximos de nós”, salientou.

Numa parceria com a fornecedora de tecidos e da família de Caroline, inicialmente mais de 100 unidades foram produzidas e doadas a Fundação Hospitalar Santa Terezinha. Posteriormente, uma remessa com 110 unidades foram destinadas ao Lar dos Velhinhos.

E a iniciativa não parou por aí, devido a procura por máscaras, Caroline e a família tem produzido belíssimas modelos, comercializado por valores simbólicos e revertido os recursos para compra de cestas básicas para entidades e projetos desenvolvidos no município.

As primeiras cestas já foram entregues ao projeto Recriando a Vida, no bairro Presidente Vargas. “Sabemos que com a chegada do inverno o número de casos suspeitos podem aumentar e queremos auxiliar da maneira que está ao nosso alcance. Essas ações nos enchem de alegria”, finalizou Caroline.

Por Carla Emanuele 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais