Entidades e sindicatos pedem a flexibilização do comércio e setor de serviços em Erechim

Representantes das entidades de Erechim – Fecomércio-RS, Sindilojas Alto Uruguai Gaúcho, Sindicato Rural de Erechim, Sinduscon, Associação Comercial, Cultural e Industrial de Erechim, Senac Erechim, Sesc Erechim, Unindústria e Sindivest Alto Uruguai – entregaram, no início da tarde desta terça-feira, 14, ao prefeito de Erechim Luiz Francisco Schmidt, um documento solicitando a flexibilização das atividades do comércio e de serviços, para que esses dois importantes setores econômicos voltem a funcionar na cidade, resguardando o distanciamento social e adotando e todas as normas de segurança e de prevenção de saúde estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

No texto, elencaram diversas considerações em relação a essa flexibilização das atividades do comércio e serviços para fazer frente à pandemia do novo Coronavírus, a Covid-19, entre elas os Boletins do Comitê Municipal de Situação de Emergência para o Covid-19, que informam que os números continuam os mesmos, ou seja, Erechim não conta com nenhum paciente diagnosticado com Covid-19 nos últimos dias e nenhum novo caso suspeito desde o dia 29 de março.

Também levaram em conta que o Ministério da Saúde, em seu site, recomenda que “Medidas de isolamento devem ser proporcionais à realidade apresentada em cada região, observando critérios epidemiológicos, ou seja, de transmissão da doença, além da capacidade da rede de saúde local; e explanaram sobre as dificuldades que os empresários estão enfrentando com seus negócios fechados tendo que pagar funcionários, aluguel e demais despesas inerentes às empresas.

Segundo o prefeito Luiz Francisco Schmidt, o Governo do Estado já sinalizou para um nova política de distanciamento social com vistas a uma flexibilização de mais algumas atividades, entre elas o comércio e, por isso, o município já está elaborando um decreto municipal neste sentido, porém, aguardará e acatará as normas estabelecidas pelo Estado, que deverá assegurar, em primeiro lugar, a saúde das pessoas, porém buscando um equilíbrio com o setor econômico.

Carta ao Prefeito Luiz Francisco Schmidt

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais