Governo federal anuncia regras para transporte de vacinas contra Covid-19

Novas normas são referentes a imunizantes refrigerados em gelo seco, que exigem temperaturas mais baixas para armazenamento

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou nesta quinta-feira as regras e procedimentos necessários para o transporte de vacinas contra a Covid-19 refrigeradas em gelo seco — que demandam armazenamento em temperaturas mais baixas. A informação consta no Diário Oficial da União (DOU). O texto prevê que somente operadores aéreos certificados para o transporte de artigos perigosos podem fazer o transporte dos imunizantes.

Além disso, deve-se garantir que a concentração de dióxido de carbono gasoso não ultrapasse o nível de 0,5% em volume em compartimentos ocupados por passageiros ou tripulantes. Segundo a portaria, o operador aéreo deve atuar de forma que tente diminuir possíveis riscos às operações de transporte dos imunizantes.

Nesta quinta-feira, inclusive, um avião fretado deixa o Brasil com destino a Mumbai, na Índia, para buscar 2 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório britânico AstraZeneca. A previsão é de que as doses do imunizante desembarquem no Brasil já no sábado com uma carga estimada em 15 toneladas. As vacinas produzidas pelo laboratório indiano Serum foram adquiridas pelo Ministério da Saúde para garantir o início da vacinação dos brasileiros, previsto para o próximo dia 20.

Fonte: R7

Get real time updates directly on you device, subscribe now.