Serginho requer Votos de Congratulações a irmã Zelinda Onghero pelos 60 anos de vida religiosa

Vereador Serginho, em proposição aprovada, requer o envio de Votos de Congratulações a Irmã Zelinda Onghero, pelos 60 anos de vida religiosa.

Zelinda nasceu em Chapecó, Santa Catarina, no dia 8 de maio de 1935, primogênita de Fiorindo e Natália Onghero. Seu pai faleceu quando tinha dois anos. A mãe, agricultora, apesar das dificuldades enfrentadas tinha um coração generoso e caridoso, pois nunca negava ajuda a quem necessitasse. Socorria os vizinhos de modo especial quando tinham familiares hospitalizados. Tomava conta da casa, das crianças, animais e da roça.

Cresceu ouvindo sua mãe falar bem das Irmãs e rezar todos os dias por mais vocações sacerdotais e religiosas. Assim, aos nove anos, sua vocação despertou. Os anos foram passando e o desejo de se tornar religiosa continuava. Aos quinze anos, tiveram a visita do Frei Leonardo e sua mãe conhecendo seu desejo falou ao Frei. Uma semana depois, já estava trabalhando no Hospital de Caridade de Erechim. Com o dinheiro que ganhava comprou o necessário para ingressar no Convento.

Em 1951 entrou no aspirantado em Três Arroios. Em 1954 no postulantado e em 1957 fez a primeira profissão religiosa na Congregação das Irmãs Franciscanas de Maria Auxiliadora.

Como irmã missionária assumiu com muito vigor, dedicação e empenho, a tarefa educativa em Gaurama, Marau e em Getúlio Vargas, mas sempre desenvolveu, concomitante, um trabalho de pastoral paroquial.

Em 1998 participou de um curso de Pastoral Paroquial em Porto Alegre. No ano seguinte foi transferida para o Bairro São Cristovão, Erechim, onde organizou todas as Pastorais. A partir desta data dedicou-se com afinco e entusiasmo, ao trabalho pastoral. Coordenou a catequese na Diocese de Erechim e trabalhou em Severiano de Almeida, Getúlio Vargas, Estação, Sud Minucci-São Paulo e Anori-Amazonas.

No Bairro Progresso, em Erechim, dedicou muitos anos de sua vida. Saiu e retornou três vezes, onde ainda se encontra com muito entusiasmo e alegria coordenando a catequese, a liturgia e a produção de remédios fitoterápicos.

Irmã Zelinda, nestes 60 anos de vida consagrada procurou viver seu lema: “Eu vim para que todos tenham vida em abundância” (Jo 10,10), para que, a exemplo de Jesus, o outro possa ter mais vida e viver mais feliz.

“É muito agradecida e feliz por tudo o que realizou como missionária, com a graça de Deus e o apoio de muitas pessoas. Procurou viver no seguimento de Jesus, vivendo o carisma da Congregação e os ensinamentos da Igreja”.

Agradece a Deus por ser Irmã Franciscana Missionária de Maria Auxiliadora, bem como, pelas graças e bênçãos que recebeu ao longo desses 60 anos, os quais foram de bondade e dom de Deus. Gratidão também a seus familiares, às irmãs de Congregação e a todas as pessoas que fizeram parte da sua história vocacional.

“Em nome desta Casa Legislativa, parabenizamos a Irmã Zelinda Onghero, pelos 60 anos de Vida Religiosa dedicada a educação e evangelização, em várias cidades da nossa Região, mas principalmente em nossa cidade, no Bairro Progresso, onde continua exercendo sua vocação e prestando seus serviços pastorais àquela comunidade”.

 

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.