Ser professor…

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Escolher essa profissão foi resultado de uma série de decisões que até então não tinha pretensão, nunca me imaginei professora, até o dia em que senti a necessidade de contribuir positivamente na mudança do mundo.

E como Paulo Freire dizia, temos que nos lembrar que toda ação educativa deve ser feita no sentido de levar o homem a refletir sobre seu papel no mundo e assim, ser capaz de mudar este mundo e a si próprio. Eis então essa profissão mágica. Que ensina, mostra o caminho e sentido da vida.

Ser professor é ter o olhar no outro, acompanhar, compreender, compartilhar conhecimento, é doar-se todos os dias, é conquistar e se mostrar sábio, é ter humildade para saber que eu não controlo todos os fatores, ser professor envolve tempo, esforço e dedicação e para isso tudo é preciso criar vínculos, o que exige amor!

Abrir novos horizontes na vida de um aluno para que ele possa se tornar uma pessoa melhor, para que ele possa crescer pessoalmente, mais cidadão e menos preconceituoso, é gratificante. Plantar a semente e anos depois vê-la florescer, é fantástico.

Saber que eu não posso mudar o mundo, mas que eu faço diferença em minha sala de aula, é esperançoso.

O exercer do magistério é acreditar num futuro melhor para o indivíduo e para a sociedade. Ser professor é reinventar-se, recriar-se, todos os dias.

Laiana Paniz, formada no Magistério (curso normal) da Escola Estadual Normal José Bonifácio, em Erechim. Cursa pedagogia na Universidade Federal da Fronteira Sul. Leciona há 1 ano e 2 meses.

 

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais