Em visita a Erechim, Manuela lota auditório da UFFS em palestra sobre fake news

O auditório do Bloco B da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) ficou pequeno na tarde da última quinta-feira (12). Mesmo com a chuva e o frio como empecilhos, o público ocupou o local para prestigiar a palestra de Manuela D’Ávila sobre temas pertinentes ao complicado momento político pelo qual atravessa o Brasil: a cultura de ódio e fake news e a resistência nas redes. A atividade, que contou ainda com o lançamento do livro “Revolução Laura” – o primeiro de Manuela –, foi organizada pelo DCE da UFFS e pela União da Juventude Socialista (UJS).

Candidata a vice-presidente nas eleições de 2018 na chapa encabeçada por Fernando Haddad, Manuela criticou as estratégias políticas de Jair Bolsonaro tanto como candidato quanto como presidente, sempre amparado em fake news e informações distorcidas. A ex-deputada do PCdoB também enfatizou o forte teor machista do atual governo e de seus respectivos apoiadores, que, durante o último pleito, direcionaram a maior parte das críticas e mentiras a ela e a demais candidaturas femininas. Mesmo em meio a um cenário cada vez mais preocupante no que diz respeito à perda de direitos, autoritarismo e censura por parte do Executivo, Manuela reforçou que o momento pede união e fortalecimento da esquerda, que, segundo ela, precisa voltar a ser protagonista o mais rápido possível, antes que a extrema-direita desmanche e venda o pouco que sobrar do país.

Comentários estão fechados.