Campanha “Vacinar é proteger” ganha à avenida

No sábado, 11, as entidades idealizadoras da campanha “Vacinar é proteger” realizaram uma atividade na Esquina Democrática, com o intuito de chamar a atenção dos pais para a importância da vacinação.

Durante todo o dia os voluntários da secretaria de Saúde, Família Rotária (Interact) e Unimed Erechim abordaram as pessoas que transitavam nas ruas e os motoristas que paravam nas sinaleiras, para sensibilizar a comunidade para a campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo, que ocorre nesse mês, de 6 a 31.

Acompanhados dos fantoches Zé Gotinha e Maria Gotinha os participantes abordavam as pessoas e entregaram folders específicos da iniciativa, ressaltando a relevância da imunização e convidando os pais para que levem seus filhos as unidades de saúde.

A campanha, segundo instruções do Ministério da Saúde, é para o público alvo de 1 ano até 4 anos, 11 meses e 29 dias, e as vacinas podem ser realizadas gratuitamente em todas as Unidades Básicas de Saúde do município (12 UBS). No dia 18 de agosto, sábado, será o Dia D, onde todas as unidades de saúde ficarão abertas, sem fechar ao meio dia, para acolher a população alvo que não consegue realizar a imunização nos dias e horários habituais.

Segundo o secretário de Saúde, Jackson Arpini, a meta é imunizar aproximadamente 6.000 crianças em Erechim e a estratégia adotada para mobilizar, motivar, sensibilizar e conscientizar os pais é a campanha e as parcerias firmadas com várias entidades de saúde (SMS, FHSTE, HCE, Centro Hospitalar Santa Mônica e Unimed) e a Família Rotária, que tem um envolvimento e vínculo muito grande com a campanha da pólio, a nível nacional e internacional.

“Todos irmanados podemos o transpor o desafio de imunizar 6.000 crianças, para tanto conclamamos os pais que levem seus filhos até os postos de vacinação”, pontuou Arpini.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais