Campanha “Vacinar é proteger” ganha à avenida

No sábado, 11, as entidades idealizadoras da campanha “Vacinar é proteger” realizaram uma atividade na Esquina Democrática, com o intuito de chamar a atenção dos pais para a importância da vacinação.

Durante todo o dia os voluntários da secretaria de Saúde, Família Rotária (Interact) e Unimed Erechim abordaram as pessoas que transitavam nas ruas e os motoristas que paravam nas sinaleiras, para sensibilizar a comunidade para a campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo, que ocorre nesse mês, de 6 a 31.

Acompanhados dos fantoches Zé Gotinha e Maria Gotinha os participantes abordavam as pessoas e entregaram folders específicos da iniciativa, ressaltando a relevância da imunização e convidando os pais para que levem seus filhos as unidades de saúde.

A campanha, segundo instruções do Ministério da Saúde, é para o público alvo de 1 ano até 4 anos, 11 meses e 29 dias, e as vacinas podem ser realizadas gratuitamente em todas as Unidades Básicas de Saúde do município (12 UBS). No dia 18 de agosto, sábado, será o Dia D, onde todas as unidades de saúde ficarão abertas, sem fechar ao meio dia, para acolher a população alvo que não consegue realizar a imunização nos dias e horários habituais.

Segundo o secretário de Saúde, Jackson Arpini, a meta é imunizar aproximadamente 6.000 crianças em Erechim e a estratégia adotada para mobilizar, motivar, sensibilizar e conscientizar os pais é a campanha e as parcerias firmadas com várias entidades de saúde (SMS, FHSTE, HCE, Centro Hospitalar Santa Mônica e Unimed) e a Família Rotária, que tem um envolvimento e vínculo muito grande com a campanha da pólio, a nível nacional e internacional.

“Todos irmanados podemos o transpor o desafio de imunizar 6.000 crianças, para tanto conclamamos os pais que levem seus filhos até os postos de vacinação”, pontuou Arpini.

Comentários estão fechados.