Posto da CIDASC abandonado deverá ser reativado, garante empresa

O Posto fica na entrada da ponte férrea, entre os municípios de Alto Bela Vista e Marcelino Ramos-RS

O Posto Fiscal da Cidasc que fica na entrada da ponte férrea, entre os municípios de Alto Bela Vista e Marcelino Ramos-RS, deve retomar as atividades com servidores no próximo mês. A confirmação é o do gestor regional da Cidasc, Eduardo Michelon. O local está sem fiscais há cerca de seis meses.

De acordo com Michelon, a falta de servidores ocorreu em função de desligamentos e transferências. “Nós mantínhamos cinco fiscais naquele posto, porém três pediram para sair. Outros dois que atuavam no posto da BR-153, próximo à ponta da divisa entre SC e RS, também saíram e aí tivemos que remanejar, levando os dois que ficaram em Alto Bela Vista, para a BR-153”, explica.  “O fato é que a BR é considerada um corredor sanitário e aí a prioridade é manter os fiscais lá”, argumenta.

O gerente regional acredita que em junho o posto fiscal de Alto Bela Vista já tenha servidores atuando. “Um concurso público foi realizado em março do ano passado e a expectativa é que nos próximos dias os aprovados sejam contratados”, destaca Michelon.

Outro problema do local, é que vândalos aproveitaram a falta de fiscais e furtaram equipamentos e danificaram a estrutura. Móveis e vidros foram quebrados.

Fiscalização com câmeras:

Os postos fiscalizam a entrada de produtos de origem animal e vegetal e animais vivos. Durantes os meses em que o posto de Alto Bela Vista está sem fiscais, o monitoramento era feito através de câmeras. “A entrada não ficou desassistida. Tínhamos câmeras instaladas e em ocasiões suspeitas, acionamos a Polícia Militar de Alto Bela Vista que nos dá suporte”, conta Michelon.  “Várias abordagens foram feitas”, registra ele.  Um arco de segurança, que impede a entrada de caminhões e caminhonetes, também foi instalado no local. As câmeras também foram furtadas recentemente.

Por Cristiano Mortari / Portal de Marcelino Ramos   

Comentários estão fechados.