Escola de Educação Infantil Tia Gelsumina completa 38 anos de educação e carinho

Aniversário é hoje, Dia da Criança, dia 12 de outubro

A Escola de Educação Infantil Tia Gelsumina completa, nesta sexta-feira, 12, Dia da Criança, 38 anos de atividades de educação e carinho. Fundada no dia 12 de outubro de 1980 pela Associação de Amparo à Maternidade e Infância – Assami -, foi a primeira creche a ser criada no município de Erechim. Desde então, já passaram pela Escola, quase quatro mil crianças. Localizada no Bairro Bela Vista, funciona em horário integral, das 7h30min às 17h30min, de segunda a sexta-feira, oferecendo educação infantil de qualidade para crianças de 0 a 5 anos e 11 meses. Sua proposta é trabalhar o presente de cada criança com amor e assegurar um futuro melhor para todos, pois é na fase pré-escolar que a criança assimila, com mais intensidade, fatos que vão acompanhá-la para toda a vida. Além de completa infraestrutura, atendimento individualizado e materiais pedagógicos, não poderia faltar o principal: pessoas que amam o que fazem. Afinal, criança pequena precisa se sentir amada, acolhida e segura, para que a escola se torne a continuação do ambiente familiar.

A Escola tem como objetivos elaborar, resgatar e hierarquizar valores junto à criança, prioridade da ação educativa, respeitadas a sua individualidade e a sua história; concentrar esforços na defesa e garantia dos direitos da criança; oferecer medidas preventivas e terapêuticas em relação a vulnerabilidades pessoais e sociais às quais as crianças se expõem; facilitar a relação Criança – Comunidade, através da ação educativa a que se propõe, com programação adequada aos diversos níveis de aprendizagem e faixas etárias correspondentes.

Uma equipe profissional acompanha todas as atividades desenvolvidas que têm como proposta fazer com que a criança ganhe autoconfiança, autoconhecimento, independência e promova a sua criatividade. A Escola de Educação Infantil Tia Gelsumina busca profissionais habilitados e capazes de dar atenção, carinho e orientação às crianças.  Investe constantemente no processo de formação do seu corpo docente, de forma a proporcionar uma permanente atualização para que possa promover o desenvolvimento integral da criança, preparando-os para a vida. Entre os diferenciais da Escola estão: atendimento individualizado, atendimento psicopedagógico, pátios separados para idades diferentes, solário para os bebês, lactário e cardápio elaborado por nutricionista.

Outro diferencial importante é contar com um Favo Educativo, localizado na Sede Administrativa, com Biblioteca, Brinquedoteca e uma pracinha de brinquedos, onde as crianças passeiam e passam a tarde brincando e divertindo.

Atualmente, a filosofia da Escola de Educação Infantil Tia Gelsumina está fundamentada no brincar. O momento da brincadeira é uma oportunidade de desenvolvimento para a criança. Através do brincar ela aprende, experimenta o mundo, possibilidades, relações sociais, elabora sua autonomia de ação, organiza emoções.

            A IDEALIZADORA

Tia Gelsumina foi fundadora e presidente da Sami, hoje Assami, de 1955 a 1975. Gelsumina Carraro idealizou a criação de uma creche “para podermos acompanhar mais de perto o menor assistido, de modo regular e sistemático”. Ela queria não somente um local onde as mães operárias pudessem deixar seus filhos enquanto trabalhavam, mas um espaço de aprendizagem, de conhecimento e de amor.

COMO FOI A CONCRETIZAÇÃO DO SONHO

Esforço concentrado de várias diretorias da Sami, o espaço destinado aos filhos de mães trabalhadoras surge no dia 12 de outubro de 1980, dia consagrado às crianças. À frente desse projeto estava a presidente Ivette Luiza Caron Guerra.

A creche foi inaugurada 37 anos depois da fundação da Sami, que desde o início tinha entre o seu principal objetivo a construção da Casa da Criança. O prédio, que passou a acolher as crianças, foi garantido pelo termo de comodato firmado entre a Sami e a Cohab.

A concretização da creche foi fruto de convênios estabelecidos pela Instituição com a Febem, LBA, CNAE, Secretaria Municipal de Educação e Secretaria da Saúde do Estado. Essas parcerias possibilitaram a abertura do local e assistência inicial de 36 crianças, de dois a seis anos de idade, divididas no Maternal e Jardim de Infância, este com atividades pré-escolares.

A Sami, além dos convênios firmados, contava com a colaboração de empresas, clubes de serviço e doações da comunidade. A coordenação dos trabalhos da creche era de Neytte Guerra,

Além das atividades rotineiras, a Creche passou a oferecer um completo serviço de assistência à saúde, através do seu Ambulatório, que sediou, inclusive, um Posto de Vacinação, vinculado à 11ª Delegacia Regional de Saúde, aberto à comunidade. O Ambulatório foi equipado com material doado pelo então deputado estadual Affonso dos Santos Tacques e pelo médico pediatra Nilso Zaffari. Atuaram no local por muito tempo e voluntariamente profissionais da área de enfermagem e médica, entre eles: Maria Glair Carlotto, Élvio Basso, Mauro Capoani, Plínio Costa Júnior, Valmor Taglietti, Carlos Alberto Fasolo e Márcia Ancila Canova Mosele.

Um ano depois da inauguração, a Creche da Sami já está atendendo 50 crianças de uma a seis anos de idade. Atualmente, a Escola de Educação Infantil Tia Gelsumina atende mais de 300 crianças.

Comentários estão fechados.