Vereador de Aratiba doa recursos para APAE e Associação dos Deficientes Físicos e Mentais

Com o intuito de auxiliar as entidades que amparam cidadãos com necessidades especiais, o vereador de Aratiba, Rafael Juliano Dino (PTB), realizou na quinta-feira, 08 de Fevereiro, a doação de recursos no valor de R$ 8.000,00 (oito mil reais), sendo beneficiadas a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE e a Associação dos Deficientes Físicos e Mentais de Aratiba – ADAR, com R$ 4.000,00 cada entidade.

A doação foi realizada na sede da ADAR e contou com a participação de membros da diretoria e usuários das duas entidades.

Segundo a presidente da APAE de Aratiba, Clarice Griebler, “a família apaeana fica muito grata pois esta doação vem em ótima hora, estamos construindo uma quadra coberta na sede de nossa entidade e é lá que iremos empregar este valor. São momentos como este que engrandecem o trabalho dos homens públicos e fortalecem as entidades.”.

O vereador Rafa (como é conhecido) já soma R$ 22.000,00 em doações de seu salário para entidades do município. No ano de 2017 foram contempladas: Escola Estadual de Educação Básica Aratiba, Associação Mãos Amigas – AMA, Grupo de Dança Alemã e Invernada Artística do Grupo Nativo Querência das Águas.

“Estes gestos é que nos fazem acreditar em uma política mais justa, ética e pautada nas necessidades da população, certamente estes recursos farão uma grande diferença no dia a dia de nossa entidade.” Afirma o presidente da ADAR Sr. Alcir Scussel.

Como um ato de coerência o vereador adotou a doação de seu salário, pois foi um dos organizadores do Projeto de Lei de Iniciativa Popular que estipulava o valor de um salário mínimo como subsídio para os vereadores do legislativo aratibense e assim hoje retira do salário total que recebe apenas o valor de R$ 930 mensais.

O vereador comenta que “Estamos realizando as doações com muita tranquilidade, aos poucos e em conformidade com as necessidades das entidades. Muitos nos perguntam por que não ficamos com este dinheiro. A resposta é sempre dada com muita satisfação: – Este dinheiro não nos pertence. Doar o salário é uma forma de manter a coerência, pois não seria justo ser organizador de um projeto que pedia a redução do salário dos vereadores e depois fazer de conta que ele não existiu, ou seja, valeria para os outros e não para mim.”. E complementa “Não há dinheiro que pague o fato de poder andarmos de cabeça erguida e consciência tranquila. O povo aratibense tem aprovado a iniciativa.”.

Comentários estão fechados.