Aluna da UFFS é aprovada para mestrados na USP e na UFRJ

Natalia Klanovicz está concluindo o curso de Engenharia Ambiental e Sanitária

Acadêmica do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, Natalia Klanovicz foi aprovada para dois mestrados em duas instituições de referência no Brasil. A graduanda, que termina o curso da UFFS neste semestre, foi aceita no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Universidade de São Paulo (USP) e também no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Os programas possuem, respectivamente, conceitos 7 e 6, conforme a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). De acordo com Natalia, em ambos os processos seletivos a aluna da UFFS teve indicação para receber a bolsa Capes.

A acadêmica, que acabou optando pelo mestrado da USP, afirma que as oportunidades que teve ao longo de sua trajetória na UFFS foram decisivas para o sucesso nos processos seletivos. “Durante minha Graduação pude atuar no Colegiado do Curso como representante discente; atuei na empresa júnior como consultora ambiental e diretora-presidente; pude realizar o exame de proficiência em inglês, que foi reconhecido nos processos seletivos de mestrado, etc.”, conta.

– Além disso, minha atuação no Laboratório de Microbiologia e Bioprocessos (Lamibi) nos últimos dois anos fizeram toda a diferença. O grupo do Lamibi me inseriu no mundo da pesquisa com oportunidades de participação em capítulos de livros, em eventos nacionais e internacionais e em artigos de revistas científicas. Essa trajetória na UFFS me capacitou tanto profissionalmente quanto pessoalmente, pois aprendi sobre liderança, trabalho em equipe, resiliência e proatividade – destaca Natalia.

Ao longo do mestrado, a formanda da UFFS pretende seguir na área da tecnologia ambiental. “É uma linha de pesquisa que visa não somente a mitigar os impactos ambientais causados pelas atividades humanas, mas também realizar isso com os preceitos da economia circular – um termo que vem ganhando espaço pois entende que os processos devem ser fechados, e não lineares”, finaliza a quase mestranda.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais