Orquestra da ULBRA se apresenta na Cidade da Cultura

Concerto Clássico do Rock será no dia 15, às 19h, no Auditório Pólo de Cultura - Palco Erechim

Um Concerto Clássico do Rock com a Orquestra de Câmara da ULBRA e músicos convidados: Frank Solari, Marquinhos Fê e Pedro Veríssimo, será uma das atrações da Cidade da Cultura da Frinape 2018, no dia 15 de novembro, a partir das 19h, no Auditório Polo de Cultura – Palco Erechim. Sob a regência de Tiago Flores, serão apresentadas canções de algumas das mais importantes bandas de rock internacional que marcaram gerações, como Deep Purple, Led Zeppelin, Metallica, Pink Floyd, Radiohead, Black Sabbath, Iron Maiden, Rush, Aerosmith, Helloween e U2. Os ingressos são gratuitos.

A Cidade da Cultura é uma promoção da ACCIE, que teve seu projeto aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet, sendo uma realização do Ministério da Cultura do Governo Federal, com patrocínio das seguintes empresas: Brastelha, Cassul, Cavaletti S/A, Cercena, Dimaster, Futura Agrícola, Master, Vaccaro Agronegócio, Indra, Ke Soja, Mecânica Camillo, Peccin S/A, Plaxmetal, RGE, Roos, Santa Clara, Sementes Estrela, Soccol Barbieri, Transvidal e Triel HT. A entrada é gratuita em todos os dias do evento.

ORQUESTRA DA ULBRA

A Orquestra de Câmara da ULBRA foi criada em 1996, sempre sob a regência do Maestro Tiago Flores, com grande destaque no cenário cultural nacional, sendo considerada uma das melhores do gênero no país. Desde então, trabalha em três linhas de projetos: Concertos Temporada (música erudita), Concertos Didáticos – para crianças de escolas públicas e Concertos Populares – mesclando a música de orquestra com a música popular. Todos os projetos são pautados em objetivos muito bem definidos, tais como a excelência da execução e o alto nível de acabamento musical. O grupo tem recebido o reconhecimento de público e crítica.

O MAESTRO TIAGO FLORES

Tiago Flores é graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul sob a orientação de Arlindo Teixeira. Especializou-se em regência orquestral em São Petersburgo (Rússia) com Victor Fedotov. Participou de cursos, oficinas e festivais com Kurt Redel e Lutero Rodrigues. Venceu o concurso Jovens Regentes promovido pela Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA). Como regente convidado atuou à frente de orquestras como a Filarmônica de Montevideo (Uruguai), Orquestra de Câmara da Caracas (Venezuela), Orquestra Sinfônica do Estado do México (México), Solistas de Nápoli (Itália), orquestra Sinfônica de Grosseto (Itália), Kaertem Sinphonie Orchestra (Áustria) e Orquestra de Câmara da Lituânia. No Brasil regeu a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional (Brasília), Orquestra Sinfônica do Paraná, Orquestra Sinfônica da Bahia, Orquestra Sinfônica de Campinas, Orquestra de Câmara de Blumenau, Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul, Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho (Fortaleza-CE) e Orquestra Sinfônica do Mato Grosso.

Foi diretor artístico da OSPA nos anos de 1999 a 2001 e 2011 a 2014. Regente da Orquestra de Câmara da ULBRA desde sua fundação, vem recebendo inúmeros elogios da crítica especializada, destacando-se como grande incentivador da nova música e tendo contribuído, em muito, para o reconhecimento do conjunto como um dos melhores do gênero no país. Recebeu o prêmio Melhores da Cultura 2005, conferido pela Secretaria da Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, prêmio Açorianos de Melhor CD Instrumental em 2006 e prêmio Açorianos de Melhor Espetáculo 2008 com o Show “Beatles Magical Tour”.

Comentários estão fechados.